20 de dez de 2007

Asian Wetland Symposium 2008 - Hanoi, 22-25 June

Wetlands -The Heart of Asia
 
A symposium to reflect on the importance of wetlands to the daily life of people in Asia and to look into the progress and challenges in wetlands management and conservation

15 de nov de 2007

Global warming 'cure' found by scientists

By Charles Clover, Environment Editor
Last Updated: 5:01pm GMT 07/11/2007

Full version with graphics : http://www.telegraph.co.uk/earth/main.jhtml?xml=/earth/2007/11/07/eawarming107.xml

A "technical fix" that could stop global warming by taking billions of tons of carbon dioxide out of the atmosphere and save the coral reefs from being destroyed by acidification has been developed by scientists.

The process could be used on an industrial scale to remove excess carbon dioxide caused by the burning of fossil fuels from the atmosphere in "a matter of decades rather than millennia," according to researchers from Harvard and Penn State universities.

The process relies on speeding up a process that happens naturally, whereby carbon dioxide dissolved in sea water breaks down volcanic rock and soils to make alkaline carbonic salts.

The water flows into the ocean and increases its alkalinity. Sea water containing more alkali can absorb more carbon, so more carbon from the atmosphere is "locked up" and becomes harmless bottom sediments, according to the journal Environmental Science and Technology.

Researchers estimate that it would take a cube of volcanic rock 10 kilometres across to return the concentration of carbon dioxide in the Earth's atmosphere to pre-industrial levels.

[ Read More Here / Leia Mais Aqui]

[Original Article / Artigo original]

13 de nov de 2007

Ocean Acidification: The Biggest Threat to Our Oceans?

via Latest Issue of BioScience by Sponberg, Adrienne Froelich on 11/5/07
This article is currently available as a free download on IngentaConnect

4 de nov de 2007

11th International Conference on Applied Phycology

The 3rd Congress of  the International Society for Applied Phycology and the 11th International  Conference on Applied Phycology will be held at the National University of Ireland, Galway 21st to 27th  of June 2008 and will be hosted by the Martin Ryan Institute, National University of Ireland, Galway. The webpage is up and running for several weeks and all information, abstract submission and registration can be found at www.conference.ie by clicking the ISAP link.  Various mini-symposia are scheduled (see web site), as  are workshops.


21 de out de 2007

Documentário Litoral Selvagem

Extraordinário documentário produzido com imagens cuidadosamente selecionadas ao longo de 6-8 anos de trabalho por Jeison Brum de Paiva e pelo Dr. Ulrich Seeliger da FURG. De acordo com a descrição na página da ecomídia: O documentário ilustra a flora e a fauna das praias e dunas da costa Atlântica, descreve os processos e as funções ecológicas de cada ambiente e enfatiza as interferências mais graves do Homem.

III Congresso Brasileiro de Oceanografia - CBO'2008

20 de out de 2007

Recursos hídricos e zonas costeiras debatem integração

Fonte: Ministério do Meio Ambiente
Por: Suelene Gusmão

Representantes dos 17 estados costeiros do Brasil participam de 22 a 24 deste mês, em Foz do Iguaçu, do II Workshop Nacional do Gerenciamento Costeiro, promovido pelo MMA. Entre os objetivos do encontro está o de encontrar respostas para os desafios colocados pela integração da gestão de Recursos Hídricos e Zonas Costeiras e também o de debater estratégias e ações com relação ao Projeto Orla. O encontro de Foz do Iguaçu dá ainda continuidade às discussões iniciadas em setembro do ano passado durante a realização do I Workshop Nacional quando foram debatidas as diretrizes técnicas, políticas e institucionais para o gerenciamento costeiro nas esferas federal e estadual.

De acordo com o geólogo João Luiz Nicoladi, da Gerência de Qualidade Costeira e do Ar do MMA, à época, foram niveladas informações sobre as ações de gerenciamento costeiro em andamento no país e realinhadas as estratégias de reforço para as soluções de continuidade e fortalecimento do Gerco nas três esferas de governo, frente ao cenários da integração da gestão de recursos hídricos e zonas costeiras. "Atualmente, este tema é discutido no âmbito do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), com a participação de diversos atores ligados ao gerenciamento costeiro e marinho e presidido pela Gerência de Qualidade Costeira e do Ar, Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA", explicou Nicoladi.

Como forma de iniciar, na prática, a integração da gestão dos recursos hídricos e costeiros, ao final do II Workshop, será oferecido dentro do IX Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, que começa no dia 24, o curso "Integração entre Instrumentos de Gestão Costeira e de Recursos Hídricos". No curso serão debatidos assuntos tratados pela Câmara Técnica de Integração da Gestão das Bacias Hidrográficas e dos Sistemas Estuarinos (CTCOST), como por exemplo, questões específicas de zona costeira na elaboração de planos de bacia.

9 de out de 2007

IMO leader calls for “new ethical mindset” as Brazil celebrates World Maritime Day

(Received by e-mail)

Speaking in Salvador, Brazil, at the third "Parallel Event" to celebrate World Maritime Day formally and officially outside of IMO's London base, Secretary-General Efthimios E. Mitropoulos has made a powerful call for a new ethical mindset if the world is to tackle effectively the current environmental challenges with which it is now faced.

The event, held on Friday, 14 September, took the form of a technical forum in which leading figures from the maritime community in Brazil took the opportunity, in the presence of representatives from several IMO member countries, to outline, from their perspective, the steps that had been taken in support of the theme for this year's World Maritime Day, "IMO's response to current environmental challenges." Speakers from Argentina and the United States of America were also present at what was an international event of significance.

Speaking at the opening of the forum, Mr. Mitropoulos drew attention to the considerable progress that had been made by shipping over many years to reduce its negative impact on the environment in a host of different arenas. IMO, as the specialized agency of the United Nations with the responsibility for creating the industry's regulatory framework governing such matters, has been both a focal point and a driving force for such efforts.

In particular, he mentioned IMO's work to regulate and reduce oil pollution; the use of harmful anti-fouling paint on ships' hulls; preparedness, response and co-operation in tackling pollution from oil and from hazardous and noxious substances; and the right of States to intervene on the high seas to prevent, mitigate or eliminate danger to their coastlines from pollution following a maritime casualty. IMO has also put in place a series of measures designed to ensure that the victims of pollution incidents can be financially compensated.

The issue of ship recycling has also become a growing concern, not only from the environmental point of view but also with regard to the occupational health and safety of workers in that industry. IMO is currently developing a new mandatory instrument providing legally-binding and globally-applicable ship-recycling regulations for international shipping and recycling facilities, which is due for adoption in the 2008 2009 biennium. And, in May of this year, IMO adopted a new Convention on the removal of wrecks that may present either a hazard to navigation or a threat to the marine and coastal environments, or both.

Mr. Mitropoulos spoke too of what is perhaps the biggest threat to our planet today, atmospheric pollution and the associated phenomenon of climate change. He outlined the considerable work that had already been undertaken by IMO and the shipping industry itself to reduce shipping's already minor contribution, overall, to harmful atmospheric emissions and went on to speak about the continuing work that the Organization is currently undertaking to ensure further reductions can be made.

In concluding the event, Mr. Mitropoulos drew attention to the unusual environmental pressures borne by the host country Brazil, as both a rapidly industrializing country experiencing dynamic economic growth, and as the guardian of unique environmental assets such as the Amazon rain forest.

"Historically," he said, "the march to full economic development has been partly at the expense of the earth's resources, to the extent that the fine natural equilibrium on which we all depend is now under threat. It will fall to countries like Brazil, and the other emerging economic powerhouses, to take a lead and find ways of ensuring that future growth and expansion takes full account of what we now know about the fragile state of the planet."

Mr. Mitropoulos said that mankind's unprecedented understanding of the effects of human activity puts us in a privileged position today, but also demands that we develop innovative solutions. He called for a "new ethical mindset" and said that the planet's future depends on whether the long-overdue lessons that we are now learning have come in time to make a real difference.

Finally, he expressed his thanks and appreciation to all speakers and participants for their contributions to the overall success of the event, and to the Government of Brazil, in particular the Brazilian Navy, for enabling the World Maritime Day Parallel Event to be held, for the first time, in South America and for signing a Memorandum of Understanding with IMO, through which Brazilian maritime will support IMO's technical assistance activities in Latin America and in other Portuguese speaking countries.  

World Maritime Day Parallel Event - background

When it was conceived some 30 years ago, World Maritime Day was intended to provide a common opportunity for Member Governments, the IMO Secretariat and international organizations in official relationship with IMO to give publicity to the International Maritime Organization and its work. The marking of the Day also provides Member Governments and organizations with the opportunity to organize suitable events, focusing on a specific theme chosen every year by the IMO Council, at various capitals and maritime centres all over the world.

Although this has been happening at national events in many countries since the inauguration of the Day, the only official international celebration has, until recently, been the diplomatic reception held annually at IMO's Headquarters in London. In 2005, Secretary-General Mitropoulos proposed that an additional official international celebration of World Maritime Day be held somewhere other than in London, perhaps with a different format. Such a development would provide an opportunity for the revitalization of the Day, which should not be allowed to become a routine exercise.

The IMO Council subsequently approved the proposals and, later in 2005, the inaugural World Maritime Day Parallel Event was held in Lisbon, Portugal. Last year, Singapore was the chosen venue. And this year, in what is rapidly becoming a firmly-established tradition, World Maritime Day went "on the road" for the third time, to the city of Salvador, in the State of Bahia, Brazil.

Briefing 31/2007, 18 September 2007

For further information please contact:
Lee Adamson, Head, Public Information Services on 020 7587 3153 (media@imo.org ) or
Natasha Brown, External Relations Officer on 020 7587 3274 ( media@imo.org).

8 de out de 2007

DISCO XXI - East-West Center - Honolulu, Hawaii - October 5 - 10, 2008

The twenty-first research symposium of a continuing series for new PhDs in chemical oceanography will be held October 5 – 10, 2008 at the East-West Center, Honolulu, Hawaii. The meeting will be jointly sponsored by the National Science Foundation and the National Oceanic and Atmospheric Administration with coordination by the American Institute of Biological Sciences.

Purpose: The DISCO symposia brings together—in scientific discussion and interaction—chemical oceanography doctoral candidates soon to receive their degrees as well as new PhDs. This symposium will afford new and upcoming doctorate recipients in chemical oceanography a unique opportunity to present and discuss their dissertation research in an open forum with their professional peers. Since 1978, DISCO has brought together new ocean chemists from around the world to share the latest discoveries of the field and to forge professional relationships for the future.

Eligibility: Participation in DISCO XXI is by invitation only. To be an invited speaker at the symposium, an applicant must have received a doctorate from an accredited university after June 30, 2007, or alternatively, provide certification by the department chairman or college dean that, in all probability, the applicant will receive a degree before July 1, 2009. The applicant's dissertation thesis must deal with an important problem in ocean chemistry. Applications must be received by April 18, 2008. The applications will be evaluated by a screening committee and invitations issued by June 13, 2008.

Application for Attendance: Application forms are available from the website
http://www.discosymposium.org

or from

DISCO XXI/ American Institute of Biological Sciences
1900 Campus Commons Drive, Suite 200
Reston, VA 20191
Phone: 703.674.2500 x227 Fax: 703.674.2509
Email: disco@aibs.org

Pós-graduação em Oceanografia Química e Geológica - IOUSP

Processo seletivo para o Programa de Oceanografia Química e Geológica do Instituto Oceanográfico da USP.  
  
Período de inscrição: 17/9 a 20/10/2007
Maiores informações: http://posgrad.io.usp.br/arquivos/quimica/port/download/ingresso_OQG_2007.pdf

13 de set de 2007

9 de set de 2007

I CONGRESO CIENCIAS DEL MAR DEL PERU

Lambayeque, 27 – 30 Noviembre 2007
http://www.concimarperu.com

La Universidad Nacional Pedro Ruiz Gallo, con el patrocinio del Instituto del Mar del Perú, (IMARPE), Instituto de Investigación para el Desarrollo (IRD, Francia), Comité Científico de Investigaciones Oceanográficas del Perú (SCOR Perú) y CENSOR, se complace en invitar a lacomunidad científica nacional e internacional, y al sector productivo pesquero, a participar del 1er Congreso Nacional de Ciencias del Mar del Perú, a realizarse entre el 27 y 30 de Noviembre del 2007 en la Ciudad de Lambayeque, Perú.

Los participantes nacionales podrán inscribirse enviando por vía electrónica el Formulario deInscripción (botón de inscripción en la pagina web) debidamente llenado, además de enviar copia del comprobante del depósito de pago en nuevos soles como imagen (jpg) a:wcarbajal@concimarperu.com, o mediante fax a 00 51 74 282194. También se podrán inscribir directamente el día de inicio del Congreso. Los participantes extranjeros podrán inscribirse por vía electrónica, pero el pago de la inscripción lo efectuarán el día anterior o el mismo día del Congreso.

24 de ago de 2007

III Congreso Iberoamericano sobre Desarrollo y Ambiente - CISDA 2007

La Universidad Nacional de Costa Rica (UNA), en  conjunto con la Red Iberoamericana de Economía Ecológica (REDIBEC) y la Unión Mundial para la Naturaleza (UICN) invitan al:

III  Congreso Iberoamericano sobre Desarrollo y Ambiente, CISDA 2007: "Las políticas públicas  ante los desafíos del desarrollo y la conservación  del ambiente" ha celebrarse del 5 al 9 de noviembre del 2007 en la Universidad Nacional de Costa Rica ( http://www.una.ac.cr/redibec-cisda)
 
El proceso para el envío de ponencias se ha extendido hasta el 16  de septiembre del 2007. Las ponencias pueden ser inscritas dentro de  los siguientes simposios:  ( http://www.una.ac.cr/redibec-cisda/envio_trabajos.htm)

EJE TEMÁTICO: Políticas Públicas y Gestión Local
Simposios:
1.Energía y sostenibilidad.
2.Energía, alimentos y  comercio internacional: Nuevas relaciones para una sustentabilidad  débil.
3.Políticas públicas y gestión local para el manejo del recurso  hídrico.
4.Gestión ambiental empresarial.
5.Comercio y medio  ambiente.
6.Gestión ambiental municipal.
7.Cambio climático y  eventos hidrometeorológicos.
8.Turismo, ordenamiento costero y gestión  local.
9.Ecosistemas de humedales y gestión comunitaria.
 
EJE TEMÁTICO: Conceptos y  Metodologías en Relación con el  Desarrollo y el Ambiente
Simposios
1.Valoración  económico - ecológica.
2.Aplicación del análisis multicriterio a la  valoración  del recurso natural.
3.Metodologías de análisis de las  cadenas agroindustriales.
4.La economía ecológica: Metodología para  formular estrategias alternativas para la gestión sustentable de  recursos.
5.Biodiversidad y productividad de los sistemas  silvopastoriles en paisajes ganaderos.
6.El enfoque ecosistémico  de la salud humana.

EJE TEMÁTICO: Arte y Cultura en el  Desarrollo y Ambiente
Simposios
1.El ambiente en perspectiva  histórica. Enfoques y discusiones sobre el análisis de los problemas  ambientales en el largo plazo.
2.Educación, ambiente y desarrollo  humano
3.Comunicación e innovación para el desarrollo sostenible
 
EJE TEMÁTICO: Pobreza, generación y distribución de la riqueza
Simposios
1.Políticas sobre pobreza y su impacto.
2.Propuesta  metodológica para la estimación de impactos de actividades económicas en  recursos marino-costeros.
3.Biocomercio y mercados verdes.
4.Género, exclusión, seguridad alimentaria y ambiente.

Para  información adicional: http://www.una.ac.cr/redibec-cisda
Email: cisda@una.ac.cr
Tel:  (506)263-4552

22 de ago de 2007

Andamento da Regulamentação

Mensagem enviada pela Câmara dos Deputados:

- Acompanhamento de Proposições

Prezado(a),  

Segundo solicitação, informamos que as proposições abaixo sofreram movimentação.  
  
PL 3491/1993 - Dispõe sobre o exercício da profissão de oceanógrafo e dá outras providências    
      
- 21/08/2007: Matéria não apreciada em face da não conclusão da apreciação da MPV 375/07, item 01 da pauta, com prazo encerrado.        
      
- 21/08/2007: Reabertura da discussão em turno único.        

Atenciosamente,
Câmara dos Deputados

21 de ago de 2007

Informativo AOCEANO - Regulamentação da Profissão

Informativo AOCEANO - Edição Especial
Agosto 2007

Votaçao do PL 3491/93, na Câmara dos Deputados

Caros Colegas Oceanógrafos,

Como todos já estão devidamente informados através do NEWS Peixe Miúdo, o boletim informativo da Associação Brasileira de Oceanografia, estaríamos retomando às atividades e pressões no sentido de brigarmos pela votação e aprovação do Projeto de Lei 3491/93, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo.

Este retorno à luta se deu pelo fato de que no dia 29 de maio pp., a Presidência da República sancionou Lei que regulamentou a profissão de Enólogo e Técnico em Enologia, após ter vetado o PL que dispunha sobre o exercício da profissão de Arqueólogo, em 2001, e o PL que dispunha sobre o exercicio da profissão de Turismólogo.

Os contatos realizados pela AOCEANO com o gabinete do Ministro Tarso Genro, com o Presidente da Câmara dos Deputados, através do Deputado Joao Pizzolati (PP/SC) e também, através da Assessoria Parlamentar do PDT, possibilitou que a matéria (o PL 3491/93) fosse colocado na pauta das votações do plenário daquela Casa Legislativa, desta semana.

Entretanto, para que seja colocado na Ordem do Dia das votações, mais ações devem ser realizadas, de diversas formas, mas especialmente, através de pedidos em prol da aprovação do PL 3491/93 por parte das distintas lideranças partidárias na Câmara dos Deputados.

Desta forma, caso você tenha contatos na Câmara dos Deputados, ou junto à influente personagem político vinculado ao Governo Federal, especialmente no Executivo, ou através de deputados federais, líderes de suas bancadas, peça para que interceda(m) junto ao Deputado Federal Arlindo Chinaglia, Presidente da Câmara dos Deputados, para que o PL 3491/93, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo seja colocado na Ordem do Dia das Votações, e também, que seja VOTADO e obviamente, APROVADO.

Boa sorte a todos nós.

Fernando Luiz Diehl
Presidente da Associação Brasileira de Oceanografia - AOCEANO

13 de ago de 2007

Ministro da Justiça Manifesta Apoio na Regulamentação da Profissão

Fonte: AOCEANO (http://www.aoceano.org.br)
  
A  Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO) encaminhou ao ministro da  Justiça, Tarso Genro, um pedido oficial de apoio para aprovação do Projeto de  Lei 3491/93-A, que dispõe sobre a regulamentação da profissão de oceanógrafo,  atualmente em fase final de tramitação na Câmara dos Deputados. O ministro,  segundo informações da AOCEANO, manifestou apoio inicial à aprovação do projeto  de lei.  

A primeira  tentativa de regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo data de  1979, quando a Fundação Universidade do Rio Grande (FURG) encaminhou, através da  Câmara de Vereadores de Rio Grande, um projeto ao Congresso Nacional, que acabou  arquivado. De lá para cá, diversos encaminhamentos foram feitos pela AOCEANO à  Câmara dos Deputados, Senado Federal e Executivo, sem sucesso.  

Em junho deste  ano, o Ministério do Trabalho e do Emprego, através da Divisão de Classificação  Brasileira de Ocupações (CBO) encaminhou ofício à AOCEANO informando a inclusão  da profissão de Oceanógrafo como ocupação profissional na próxima revisão do  Cadastro Brasileiro de Ocupações. Paralelamente, a sanção de um projeto de lei  que dispõe sobre e o exercício das profissões de Enólogo e de Técnico em  Enologia pode ser outro indicativo de um novo entendimento por parte do Governo  Federal sobre a regulamentação de algumas profissões.  

No  entendimento da AOCEANO, o quadro nacional indica que há novamente condições  favoráveis à apreciação e votação do Projeto de Lei 3491/93, que regulamenta o  exercício da profissão de Oceanógrafo, por parte da Câmara de Deputados. E o  apoio recentemente manifestado por Tarso Genro pode ser o elemento que faltava  nessa tarefa.  

Como tudo  começou

A primeira tentativa de regulamentação do exercício da profissão  de oceanógrafo data de 1979, quando a Fundação Universidade do Rio Grande (FURG)  encaminhou, através da Câmara de Vereadores de Rio Grande, um projeto ao  Congresso Nacional, que acabou arquivado. Em 1988, uma segunda tentativa foi  feita através do deputado Antonio Carlos Konder Reis, que encaminhou o Projeto  de Lei 1266/88, mas que por problemas burocráticos foi novamente arquivado.  

Três anos mais  tarde, o então Senador Esperidião Amin deu entrada no Senado Federal com novo  Projeto de Lei propondo a regulamentação da profissão de oceanógrafo. Na Câmara  dos Deputados, o novo projeto recebeu algumas emendas e acabou aprovado pelas  comissões de Constituição e Justiça, de Educação, de Trabalho, e da Defesa do  Consumidor, Meio Ambiente e Minorias.  

Depois de ser  finalmente colocado na ordem do dia da Câmara dos Deputados, a sua aprovação  esbarrou na impossibilidade de manutenção do dispositivo que definia o piso  salarial para o oceanógrafo. Depois da retirada de um artigo do documento, o  projeto retornou às comissões e novamente à Câmara, onde nunca chegou a ser  votado. Em 2001, um parecer contrário à regulamentação de profissões emitido  pelo Ministério do Trabalho e Emprego motivou a AOCEANO a manter o projeto  parado, aguardando condições mais favoráveis para sua apreciação.  

Uma nova  posição contrária à regulamentação foi emitida pelo Governo Federal, reafirmando  a posição contrária à aprovação do Projeto de Lei 3491/93, visto que o exercício  da profissão de Oceanógrafo não incorreria em risco efetivo à saúde da  população. Em 2005, o atual Governo deixou clara a sua posição contrária à  regulamentação do exercício de profissões, vetando o projeto de lei que dispunha  sobre a regulamentação da profissão de turismólogo.  

Classificação  Brasileira de Ocupações incluirá a profissão de  oceanógrafo/oceanólogo

A  próxima versão do catálogo de Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) já  deverá constar a profissão de oceanógrafo/oceanólogo.  

Um pedido  formal da AOceano ao Ministério do Trabalho solicitou a alteração de status da  ocupação de oceanógrafo/oceanólogo na CBO versão 2002, uma vez que a mesma  aparece atualmente na família dos geólogos e geofísicos, inapropriadamente  classificada como sinônimo de geofísicos. Segundo a AOCEANO, o Ministério do  Trabalho respondeu positivamente à solicitação.

6 de ago de 2007

2008 Ocean Sciences Meeting

The image

2008 Ocean Sciences Meeting : From  the Watershed to the Global Ocean
2-7 March 2-7 2008 · Orlando, Florida, USA

Co-sponsored by the American Society of Limnology and Oceanography, the American Geophysical Union, The Oceanography Society and the Estuarine Research Federation.

For More Information:

Visit the Website:
http://aslo.org/orlando2008/

Or contact the conference management
office by e-mail at orlando2008@sgmeet.com or by phone at 800-929-ASLO or 254-399-9635.

Estuarine Research FederationThe Oceanography Society American Geophysical Union

2 de ago de 2007

SEMINÁRIO CIDADES COSTEIRAS SUSTENTÁVEIS – BAIXADA SANTISTA. “DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A PROTEÇÃO AMBIENTAL DAS PRAIAS

A Universidade Católica  de Santos - UNISANTOS e a Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro  – AGÊNCIA COSTEIRA, com a colaboração do IBAMA - Escritório Regional  de Santos, as Prefeituras da Baixada Santista e a AGEM estão organizando  um ciclo de debates com a finalidade de enfocar a problemática enfrentada  pelas cidades da Baixada Santista no que diz respeito à sua gestão  ambiental integrada. 

A idéia é procurar  chamar a atenção de toda a sociedade para as condições ambientais  específicas e atípicas nos ambientes costeiros e marinhos que estão  sendo previstas para um futuro muito próximo, em decorrência das mudanças  climáticas e da elevação do nível do mar. 

A proposta do evento  é a obtenção de informações dos diversos segmentos da sociedade,  que muitas vezes atuam separadamente, com a finalidade de integrar os  municípios da Baixada Santista no processo de gestão ambiental da  Zona Costeira e Marítima. Com isso se espera trazer a "marca" da  sustentabilidade para a região, ao mesmo tempo em que se colhem subsídios  para a elaboração de uma revisão do Plano Nacional de Gerenciamento  Costeiro – PNGC. 

Os temas programados  para o seminário abrangerão:    

1 -  Praias: Visão  Científica e Ameaças Naturais e Antrópicas
2 – As Várias Visões  da Praia e os seus Múltiplos Usos – Conflitos Legais
3 – Problemas Ambientais  da Baixada Santista e os Impactos nas Praias
4 – A gestão ambiental  na zona costeira 

Durante o seminário  ocorrerá também o lançamento do livro "Cidades Sustentáveis"  – de Carla Canepa – Doutora em Direito Público –  PUC/SP. 
 
O evento é dirigido  à sociedade em geral, especialmente aos Órgãos e Agências Públicos,  Secretarias das Prefeituras, Técnicos das Prefeituras, Associações  de Classe e de representantes da sociedade civil organizada, Universidades  e às  empresas atuantes na área portuária e de todo o litoral  da Baixada Santista. 

A expectativa do seminário  é  colher propostas dos diversos segmentos para a atualização  do Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro – PNGC, e também colher  subsídios para uma regulamentação do uso das praias litorâneas. 
 
O evento será realizado  no auditório da UNISANTOS – Campus Vila Mathias - Rua Dr. Carvalho  de Mendonça, 144 – Encruzilhada, durante os dias 21 e 22 de agosto  de 2007. 

Tendo em vista o número  limitado de vagas, as inscrições deverão ser feitas antecipadamente  (até o dia 20 de agosto), no horário comercial, nos seguintes telefones:  3227-5775 (IBAMA) – 32215453 (KAWAN EVENTOS) e 3221-9286 (AGENCIA  COSTEIRA) o pelo e-mail: kawaneventos@kawaneventos.com.br ou agenciacosteira@agenciacosteira.org.br 
 
A programação prevista  será a seguinte: 

Dia 21 de agosto 
 
8:00h – Recepção  e Abertura dos Trabalhos  

Painel 1 -   Praias: Visão Científica e Ameaças Naturais e Antrópicas  
 
Exposições:    

9:00-9:40h  - "Praias:  Uma abordagem do meio físico e impactos da elevação do nível do  mar" – Celia Regina de Gouveia Souza (IG/SMA-SP)
9:40-10:20h - "Praias:  Uma abordagem do meio biótico e impactos da elevação do nível do  mar" – Alexander Turra (IO)
10:40-11:20h - "Cenários  de mudanças da linha de costa em função do aumento do nível do mar  – Emília Arasaki (Poli-USP)
11:20-11:50h - Debates 
 
Painel 2  – As Várias Visões da Praia e os seus Múltiplos Usos  – Conflitos Legais   

Exposições:      

14:00-14:30h – "As  praias para o SPU: usos permitidos – Esmeraldo Tarquínio Neto (SPU)
14:30-15:00h –"As  praias para o Ministério Público: retirada de areia, obras e lacunas  legais – Felipe Augusto Vieira de Andrade (MPE)
15:00-15:30h - "As  praias para o Ibama: demandas de licenciamento ambiental – Ingrid  Oberg (IBAMA)
16:00 – 16:30 - "As  praias para os Municípios: códigos de posturas e conflitos de uso  – Prefeitura de Santos
16:30-17:00h – "As  praias para os usuários: necessidades de conservação e conflitos  sócio-ambientais" – Engº Sérgio Fang
17:00-17:30h ––   Propostas da Sociedade Civil para o uso sustentável das praias, modelos  de gestão compartilhada.  – Fabio Ribeiro Dib – Fabrício  Gandini Caldeira.
17:30-18:00h – Debates

18:00h – Coquetel  - Lançamento Livro "Cidades Sustentáveis"  – autora: Carla Canepa

Dia 22 de agosto

Painel 3  – Problemas Ambientais da Baixada Santista e os Impactos nas Praias

Exposições:      

8:30-9:00h – – "Erosão  costeira: custos e ações para mitigação e recuperação" – Luiz  Ernesto E. Zantut (Secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de São  Vicente)
9:00-9:30h – "Saneamento  básico: projetos da Sabesp" – Reynaldo Young Ribeiro (SABESP)
9:30-10:00h "Atividades  portuárias e os impactos nas praias" – Alexandra Grota (CODESP)
10:30-11:00h "Projeto  Ecomanage: fontes de poluição do Estuário Santista" – Alexandra  F. P. Sampaio (UNISANTA)
11:00-11:30h  "Contaminação  do Estuário Santista e da Baía de Santos" – Denis Abessa (UNESP)
11:30-12:00h – "Contaminação  dos sedimentos praias e os impactos à saúde humana" – Ana Julia  Fernandes Cardoso de Oliveira (UNESP)
12:00h-12:30h – Debates

Painel 4  – A gestão ambiental na zona costeira

Exposições:    

14:00-14:30h – O Plano  Nacional de Gerenciamento Costeiro – Implementação e efetividade.   - Yara Gouveia (Agencia Costeira)
14:30-15:00h - As praias  no contexto do gerenciamento costeiro do Brasil  - Ministério  do Meio Ambiente.
15:30-16:00h – "Gestão  metropolitana para a sustentabilidade da orla marítima" –Rubens  Lara (AGEM)
16:00-16:30h -   Debates

Sessão Plenária:  

16:30-17:00h – Apresentação  dos Relatórios dos Painéis – Propostas de encaminhamento para atualização  do PNGC.
17:00-17:30h – Indicação  de propostas para regulamentar o uso das praias litorâneas 
  
Contatos para informações e entrevistas:  

Ingrid Oberg – IBAMA – tel.: 3227-5775/6  - ingrid.oberg@ibama.gov.br
Carla Canepa – Agência Costeira –  tel.: 3289-6612 – 9121-1137 – carlacanepa@hotmail.com
Célia Regina Gouveia – IG/SMA –  tel.:(11) 5073-5511 – r.2050 - celiagouveia@gmail.com    

30 de jul de 2007

Simpósio sobre Ecologia Antártica, Mudanças Climáticas e o Ano Polar Internacional

I Simpósio em Ecologia Programa de Pós-Graduação em Ecologia da UFRJ

Período: dias 07 e 08 de novembro de 2007.
Local: Auditório ´Quinhentão`do Instituto de Biologia da UFRJ - Ilha do Fundão - Rio de Janeiro - RJ.

Durante o evento será distribuído a todos os participantes um exemplar do periódico Oecologia Brasiliensis especial sobre as pesquisas brasileiras desenvolvidas na Antártica.

Inscrição promocional até 30 de agosto: 20,00 para alunos e 30,00 para profissionais.
Até 30 de setembro: 30,00 para alunos e 40,00 para profissionais.
Até 30 de outubro: 40,00 para alunos e 50,00 para profissionais.
Durante o evento: Até 30 de setembro: 50,00 para alunos e 60,00 para profissionais.

Mais informações e ficha para inscrição no site:
http://b200.nce.ufrj.br/ecoantartica ou no e-mail: simpoantar@ufrj.br

24 de jul de 2007

Oceanógrafo adverte que mudança climática provocará redução de peixes

Da Efe, em Oviedo
Fonte: UOL Ciência e Saúde

O oceanográfico americano Paul Falkowski expressou hoje sua preocupação com a mudança climática global e afirmou que esta trará consigo "menos nutrientes nas camadas superficiais do oceano, o que significará menos fitoplâncton, menos produção e, em conseqüência, menos peixes".

Em um encontro com a imprensa em Oviedo (norte), onde participou do IV Congresso Europeu de Algologia, Falkowski alertou que outro efeito da mudança climática será o aumento da acidez dos oceanos, "que provocará um aumento da temperatura, e, com isso, mais dificuldade de sobrevivência de alguns espécies, como os corais".

Durante o congresso, o especialista americano concedeu uma palestra sobre as conseqüências bioquímicas da mudança climática no mar, assim como o papel do fitoplâncton e sua repercussão na atmosfera e nos oceanos.

Segundo Falkowski, a proteção de áreas marinhas é "essencial" devido à existência de organismos "especialmente sensíveis" como os mamíferos e os corais, todos eles submetidos à "pressão excessiva do turismo e do desenvolvimento".

O cientista advertiu que, "quanto menor a produção de fitoplâncton, menos organismos se acumularão como sedimento", e, portanto, "menos petróleo será formado", já que as jazidas provêm do "fitoplâncton que morreu nos períodos geológicos", além de ser "a base da cadeia alimentar nos oceanos".

23 de jul de 2007

XIX Semana Nacional de Oceanografia

A SNO, Semana Nacional de Oceanografia, é um evento anual realizado desde 1987, com sede transitória pelo país. É o maior e mais importante Evento de Oceanografia organizado pelos estudantes da graduação e que por 20 anos foi o único evento científico da área no Brasil.

A XIX Semana Nacional de Oceanografia acontecerá em Rio Grande – RS, entre os dias 14 à 19 de Outubro de 2007.

Um dos berços da Oceanografia brasileira, a Fundação Universidade Federal do Rio Grande - FURG, através do Centro Acadêmico Livre de Oceanologia – CALO, irá sediar pela nona vez a SNO, com o tema: "Evolução da Oceanografia: Mares Navegados Projetando Novas Rotas".

Conheça o XIX SNO.

Fourth Nitrogen Conference (N-2007)

The International Nitrogen Initiative (INI) would like to invite you to participate in the Fourth Nitrogen Conference (N-2007), which will be held in Costa do Sauípe, Bahia, in Northeast Brazil, from October 1 - 5, 2007.

ABSTRACT DEADLINE EXTENTED TO 15 AUGUST 2007

Conference participants will learn about all aspects of and issues surrounding nitrogen, one of the most fascinating elements on Earth.

Nitrogen is an essential component of any plan for reducing world hunger, poverty, and disease.  When used in excess, however, N becomes an important pollutant.  This duality it one of the major challenges that humanity has to face now and in the future if we want to ensure environmental sustainability.  The complex problems of N cannot be tackled individually, but rather the solutions must engage a large community that encompasses a broad spectrum of professionals.  For N2007, we are inviting not only participants concerned with particular aspects of N cycling, but also participants from the policy, development, and engineering communities.  The N2007 meeting is the
perfect venue to discuss these issues and to find common ground to begin to find answers and solutions to alleviate world hunger with minimal environmental harm.  N-2007 will build an agenda for how to better manage nitrogen across our planet.  We will develop some specific goals to reach by 2025, set in the context of the goals of the United Nations Millennium Development Program.  To achieve these goals, we will use a mixture of plenary lectures, short workshops, and poster sessions.

For more details please visit our website at: www.nitrogen2007.com

Sent by: Luiz A Martinelli (Conference Coordinator)

10 de jul de 2007

AOCEANO retoma providências para aprovação do PL 3491/93 (Regulamentação da Profissão de Oceanógrafo)

Enviado por Uirá Oliveira  
Mais informações, visite o site da AOCEANO: http://www.aoceano.org.br

AOCEANO retoma providências para aprovação do PL  3491/93

Recente posicionamento favorável do Governo Federal a uma  regulamentação profissional estimula oceanógrafos a se mobilizar para a  continuidade da tramitação do Projeto de Lei.

A Diretoria Nacional  da Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO) voltou à carga em Brasília no  sentido de efetivar a votação do Projeto de Lei 3491/93, que "dispõe sobre a  regulamentação da profissão de Oceanógrafo". A iniciativa se deu pelo  posicionamento desconcertante do Governo Federal, colocando-se favorável à  regulamentação da profissão de Enólogo e do Técnico em Enologia, contradizendo  argumentos anteriores da União, que desde 1998 contrariava novas regulamentações  profissionais.  

Em  2001, por exemplo, o então Presidente Fernando Henrique Cardoso, entre outras  negativas de regulamentação profissional, vetou o PL 2072/89, que dispunha sobre  o exercício da profissão de Arqueólogo. Mais recentemente, em 16 de dezembro de  2005, o Presidente Lula vetou o PL 024//2003, que dispunha sobre o exercício da  profissão de Turismólogo (Bacharel em Turismo e Hotelaria).  

Há  pouco mais de duas semanas, uma comitiva formada pelo presidente da AOCEANO e  pelo candidato à presidência da Seção Regional da AOCEANO no Rio Grande do Sul,  oceanógrafo João Pedro Demore, visitou o Gabinete do Ministro da Justiça, Tarso  Genro, onde manteve contatos com o Secretário de Assuntos Legislativos daquele  Ministério.  

A  intenção foi, através deste Ministério, verificar o atual entendimento da  Presidência da República quanto à regulamentação de profissões, e angariar apoio  para a rápida tramitação do PL 3491/93 na Câmara dos Deputados.
Tal postura  deve-se obviamente a sanção presidencial da Lei 11.476, de 29 de maio de 2007,  que dispõe sobre o exercício das profissões de Enólogo e Técnico em Enologia.  Esta Lei, inclusive, ao regulamentar as profissões citadas, cria ainda a chamada  Reserva de Mercado, ao contrário do PL 3491/93, que não restringe em qualquer  situação, o pleno direito do exercício profissional de especialistas, técnicos e  pesquisadores de áreas afins à Oceanografia.  

Diante desses fatos, a AOCEANO aguarda a apreciação positiva da  Secretaria de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, enquanto busca  apoio político para o desenrolar mais rápido da aprovação do PL.
Também  articula ações emergenciais que agilizem a tramitação do PL até sua votação,  tanto na Câmara como, posteriormente, no Senado Federal, e, também, na  Presidência da República.

E  ainda, paralelamente aos novos embates para a tramitação do PL 3491/93, a  AOCEANO está iniciando os debates sobre a viabilidade da implantação do Conselho  Nacional de Oceanografia (CNO), ação esta que, à semelhança dos publicitários e  outros profissionais, permite a auto-regulamentação do profissional  Oceanógrafo.  

Outras informações sobre esses temas podem ser obtidos com a Diretoria  Nacional da AOCEANO, através dos telefones (47) 3367-2202 e (47) 9983-6737, ou  pelo e-mail aoceano@aoceano.org.br .

26 de jun de 2007

Weird and wonderful

via Nature by Mark Schrope on Jun 20, 2007

The quantity and diversity of deep-sea life are a match for the rainforests.

Nature 447, 909 (2007). doi:10.1038/447909a
Author: Mark Schrope

Evidence for an ancient martian ocean in the topography of deformed shorelines

via Nature by Mark A. Richards on Jun 13, 2007

Nature 447, 840 (2007). doi:10.1038/nature05873

Authors: J. Taylor Perron, Jerry X. Mitrovica, Michael Manga, Isamu Matsuyama & Mark A. Richards

A suite of observations suggests that the northern plains of Mars, which cover nearly one third of the planet's surface, may once have contained an ocean. Perhaps the most provocative evidence for an ancient ocean is a set of surface features that ring the plains for thousands of kilometres and that have been interpreted as a series of palaeoshorelines of different age. It has been shown, however, that topographic profiles along the putative shorelines contain long-wavelength trends with amplitudes of up to several kilometres, and these trends have been taken as an argument against the martian shoreline (and ocean) hypothesis. Here we show that the long-wavelength topography of the shorelines is consistent with deformation caused by true polar wander--a change in the orientation of a planet with respect to its rotation pole--and that the inferred pole path has the geometry expected for a true polar wander event that postdates the formation of the massive Tharsis volcanic rise.

17 de jun de 2007

Oceano Bahia: Um site jornalístico sobre o ambiente marinho - Centro Universitário da Bahia, Salvador (BA)

Por Luisa Mota Soares Ferreira (divulgado por e-mail)
Resumo  

Este  trabalho teve a finalidade de construir um site jornalístico, Oceano Bahia,  sobre o ambiente marinho na Bahia. O objetivo é trazer informações para os  usuários da Internet, principalmente ao público segmentado, formado por  oceanógrafos, biólogos, estudantes da fauna e flora do mar, ONGs (Organizações  Não Governamentais) e jornalistas ambientais e demais profissionais.

O  veículo traz textos jornalísticos e dados relativos à biodiversidade, zoologia,  botânica, ecologia, oceanografia, fisiologia, poluição, química, biologia  marinha entre outros assuntos.

Para elaborar o Oceano Bahia e desenvolver um  referencial teórico foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre jornalismo  científico, ambiental e digital. Além disso, foram aplicados questionários ao  público alvo para saber o seu perfil e gosto, além de uma análise de similar  para conhecer detalhes de um jornal ambiental.

Texto  Completo: PDF

18 de mai de 2007

Doutorado em Oceanografia Fisica, Quimica e Geologica - FURG

Informações sobre a Seleção para Doutorado em Oceanografia Fisica, Quimica e Geologica - FURG (2o. sem./2007):

       - Inscrições - 15/05 à 12/06 (confirmação por e-mail até 15/06).

      - Provas - 19/06 à 20/06.    

      - Manual do Candidato - VEJA   

      - Ficha de inscrição e carta de recomendação - VEJA

Mais Informações:
http://www.oceanfisquigeo.furg.br/selecao.htm

8 th Asian Fisheries Forum -2007, Kochi, India, 20-23 November 2007

8 th Asian Fisheries Forum - 2007

The Asian Fisheries Society is organizing the 8th International Event "8th Asian Fisheries Forum" in Kochi in association with the Indian Branch of the Asian Fisheries Society and several other co-sponsors. This mega event is expected to attract over 1000 scientists, technocrafts, development workers, fisheries professionals, traders, fisheries organizations, governmental agencies, planners and activists.

For details visit :
http://www.8aff2007.org

12 de mai de 2007

UFSC aprova criação do 10º curso de Oceanografia do Brasil

Notícia do site da AOCEANO:  
10/05/2007

Graduação começa a ser ofertada na universidade catarinense já no Vestibular 2008.

Agora é oficial. Na tarde do último dia 16 de abril, o colegiado do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) aprovou a criação do décimo curso de Oceanografia do Brasil.  

Para que a graduação seja efetivada e ofertada no próximo vestibular 2008, a Proposta Pedagógica segue para aprovação da Comissão de Ensino de Graduação da UFSC, com concretas chances de validação, de acordo com as expectativas da comissão interdepartamental, responsável pela elaboração da proposta.  

A sugestão de criação do décimo curso de Oceanografia do Brasil foi da Pró-reitoria de Ensino de Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que em outubro de 2006 formou a comissão interdepartamental para estruturar o Projeto Pedagógico. Dessa comissão, coordenada pelo professor e oceanógrafo Jarbas Bonetti Filho, participam pesquisadores e professores de cinco departamentos distintos: Geociências, Ecologia e Zoologia, Química, Engenharia Sanitária e Ambiental e Engenharia de Aqüicultura.  

A criação do novo curso vai ao encontro do VI Plano Setorial para os Recursos do Mar - VI PSRM, que define as diretrizes e as prioridades para o setor. O VI PSRM, em vigor desde março de 2005, preconiza que as instituições de ensino de Graduação, os programas de Pós-Graduação e os Grupos de Pesquisa que estudam o mar no País estão aquém das necessidades para promover o conhecimento integrado da Zona Econômica Exclusiva - ZEE e da Plataforma Continental Jurídica Brasileira.  

Como resultado do VI PSRM, foi instituído o Comitê Executivo para a Consolidação e Ampliação dos Grupos de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências do Mar - PPG-Mar, composto por representantes do setor acadêmico, de ministérios ligados ao tema e de outros setores e órgãos governamentais.

25 de abr de 2007

Pós-graduação em Oceanografia Química e Geológica - IOUSP

Aberto o processo seletivo para o Programa de Oceanografia Química e Geológica do Instituto Oceanográfico da USP. O período de inscrição é de 20/4 a 21/05/2007. Maiores informações podem ser obtidas em:
http://posgrad.io.usp.br/arquivos/quimica/port/download/ingresso_OQG_2007.pdf

12 de abr de 2007

IMBER/LOICZ Continental Margins Open Science Conference

IMBER ( http://www.imber.info/) and LOICZ ( http://www.loicz.org/) are jointly organizing a Continental Margins Open Science Conference which will be held September 17-21, 2007 at East China Normal University (ECNU), Shanghai, China.
This conference will provide a discussion platform for highlighting the most recent advances in the field and try to identify emerging directions and future research challenges. The conference is open to all students and scientists involved in biogeochemical cycles and ecosystems in the continental margins.

We are pleased to announce that the online Abstract submission is now opened. We encourage scientists and students to submit their abstract for oral or poster presentation to one of the following sessions:

Session 1) Ocean-Shelf biogeochemical Exchanges
Session 2) Continental Shelf Biogeochemistry and Couplings with Benthic Systems
Session 3) Continental Shelf Carbon in a High CO2 World
Session 4) Continental Shelf Ecosystems from High to Low Latitudes
Session 5) Integrated Observations and Modeling: Visions and Reality
Session 6) Eutrophication and Oligotrophication in Coastal Systems
Session 7) Low Oxygen on Continental Shelves
Session 8) Sustainable Use of Continental Shelf Resources

Abstract submission deadline is JUNE 1, 2007 by electronic submission through the conference web site only. Further information and guidelines are available at http://www.confmanager.com/main.cfm?cid=792&nid=6298

Notification of acceptance or rejection of submitted abstracts will be e-mailed to the corresponding author by 30 June, 2007.

We sincerely hope that you will be able to participate. If you need further information, please do not hesitate to contact us at shanghai.osc@univ-brest.fr

Please do not hesitate to distribute this announcement as appropriate.


6 de abr de 2007

Poverty reduction must not exacerbate climate change

Nature 446, 372 (2007)
Authors: Terence P. Dawson & Simon J. Allen Sir
Current international policy responses to the world's two most serious problems, poverty and climate change, seem to be pulling in opposite directions.To boost economic growth in less developed countries, international development agencies and the World Trade Organization at the Doha conference in 2001 ( Read More)

5 de abr de 2007

Southern Ocean Current Faces Slowdown Threat

Source: http://www.planetark.com/avantgo/dailynewsstory.cfm?newsid=41021
Story by Michael Byrnes
Date: 23/3/2007

HOBART - The impact of global warming on the vast Southern Ocean around Antarctica is starting to pose a threat to ocean currents that distribute heat around the world, Australian scientists say, citing new deep-water data.

Melting ice-sheets and glaciers in Antarctica are releasing fresh water, interfering with the formation of dense "bottom water", which sinks 4-5 kilometres to the ocean floor and helps drive the world's ocean circulation system.

A slowdown in the system known as "overturning circulation" would affect the way the ocean, which absorbs 85 percent of atmospheric heat, carries heat around the globe.

"If the water gets fresh enough ... then it won't matter how much ice we form, we won't be able to make this water cold and salty enough to sink," said Steve Rintoul, a senior scientist at the Australian government-funded CSIRO Marine Science.

"Changes would be felt ... around the globe," said Rintoul, who recently led a multinational team of scientists on an expedition to sample deep-basin water south of Western Australia to the Antarctic.

Water dense enough to sink to the ocean floor is formed in polar regions by surface water freezing, which concentrates salt in very cold water beneath the ice. The dense water then sinks.

Only a few places around Antarctica and in the northern Atlantic create water dense enough to sink to the ocean floor, making Antarctic "bottom water" crucial to global ocean currents.

But the freshening of Antarctic deep water was a sign that the "overturning circulation" system in the world's oceans might be slowing down, Rintoul said, and similar trends are occurring in the North Atlantic.

For the so-called Atlantic Conveyor, the surface warm water current meets the Greenland ice sheet then cools and sinks, heading south again and driving the conveyor belt process.

But researchers fear increased melting of the Greenland ice sheet risks disrupting the conveyor. If it stops, temperatures in northern Europe would plunge.

Rintoul, who has led teams tracking water density around the Antarctic through decades of readings, said his findings add to concerns about a "strangling" of the Southern Ocean by greenhouse gases and global warming.

Australian scientists warned last month that waters surrounding Antarctica were also becoming more acidic as they absorbed more carbon dioxide produced by nations burning fossil fuels.

Acidification of the ocean is affecting the ability of plankton -- microscopic marine plants, animals and bacteria -- to absorb carbon dioxide, reducing the ocean's ability to sink greenhouse gases to the bottom of the sea.

Rintoul said that global warming was also changing wind patterns in the Antarctic region, drawing them south away from the Australian mainland and causing declining rainfall in western and possibly eastern coastal areas.

This was contributing to drought in Australia, one of the world's top agricultural producers, he said.

Northwest Atlantic Ocean Ecosystems Experiencing Large Climate-Related Changes

Source: http://www.eurekalert.org/pub_releases/2007-02/nsf-nao022307.php
Public release date: 23-Feb-2007
Contact: Cheryl Dybas ( cdybas@nsf.gov - 703-292-7734)
National Science Foundation

Research shows links between collapse of fisheries and bottom-living species Ecosystems along the continental shelf waters of the Northwest Atlantic Ocean--from the Labrador Sea south of Greenland all the way to North Carolina--are experiencing large, rapid changes, report oceanographers funded by the National Science Foundation (NSF) in the Feb. 23, 2007, issue of the journal Science.

While some scientists have pointed to the decline of cod from overfishing as the main reason for the shifting ecosystems, the paper emphasizes that climate change is also playing a big role.

"It is becoming increasingly clear that Northwest Atlantic ecosystems are being affected by climate forcing from the bottom up and overfishing from the top down," said Charles Greene, an oceanographer at Cornell University in Ithaca, N.Y, and lead author of the Science paper. "Predicting the fate of these ecosystems will be one of oceanography's grand challenges for the 21st century."

Most scientists believe humans are warming the planet by burning fossil fuels and changing land surfaces. Early signs of this warming have appeared in the Arctic. Since the late 1980s, scientists have noticed that pulses of fresh water from increased precipitation and melting of ice on land and sea in the Arctic have flowed into the North Atlantic Ocean and made the water less salty.

At the same time, climate-driven shifts in Arctic wind patterns have redirected ocean currents. The combination of these processes has led to a freshening of the seawater along the North Atlantic shelf.

"Long time-series measurements, as well as research on large-scale ocean processes, are the key to improving our understanding of ecosystem shifts," says Mary Elena-Carr, program director in NSF's biological oceanography program. "This study brings together the important components: the atmosphere, freshwater flow, changes in currents and biological responses, all necessary to predicting future ecosystem responses to climate change."

Under normal conditions in summer months a warmer, less salty layer of water floats on the surface (warmer, less salty water is also less dense and lighter). This surface layer is known as a "mixed" layer, because wind-driven turbulence mixes the water and creates a uniform temperature, salinity and density to depths that can range from 25 to 200 meters.

Similar to the flow of heating and cooling wax in a lava lamp, when the air temperature cools during autumn, temperature and density differences lessen between the surface mixed layer and the cooler, saltier waters below. As the density differences get smaller, mixing between the layers typically increases and the surface mixed layer deepens.

But Greene cites recent scientific studies that reveal the influx of fresh water from Arctic climate change is keeping the mixed layer buoyant, inhibiting its rapid deepening during autumn. A gradual rather than rapid deepening of the mixed layer has impacted the seasonal cycles of phytoplankton (tiny floating plants), zooplankton (tiny animals like copepods) and fish populations that live near the surface.

Normally, when the mixed layer deepens rapidly during autumn, phytoplankton numbers decline because they spend less time near the surface where they are exposed to the light necessary for growth. But with the mixed layer remaining relatively shallow, phytoplankton populations stay abundant throughout the fall. In turn, zooplankton that feed on phytoplankton have increased in number during the fall through the early winter. Herring populations also rose during the 1990s, which some scientists suspect may be because of more abundant zooplankton to feed on.

Greene's paper also cites a link between the collapse of cod fisheries in the early 1990s and an increase in bottom-living species such as snow crabs and shrimp, which cod prey upon. Without cod, other animals that live in the water column and feed on zooplankton, including herring, may have increased.

While the herring story is still unclear, the authors contend that the crash of cod populations does not explain why phytoplankton and zooplankton populations at the base of the food chain have risen during autumn.

"We suggest that, with or without the collapse of cod, a bottom-up, climate-driven regime shift would have taken place in the Northwest Atlantic during the 1990s," Greene said.

Andrew Pershing, also an oceanographer at Cornell, co-authored the paper.

The National Science Foundation (NSF) is an independent federal agency that supports fundamental research and education across all fields of science and engineering, with an annual budget of $5.58 billion. NSF funds reach all 50 states through grants to nearly 1,700 universities and institutions. Each year, NSF receives about 40,000 competitive requests for funding, and makes nearly 10,000 new funding awards. The NSF also awards over $400 million in professional and service contracts yearly.

3 de abr de 2007

Aquário com 12 mil Animais Marinhos e Centro de Pesquisas

Rio de Janeiro terá aquário com 12 mil animais marinhos e centro de pesquisas
Fonte: Ambiente Brasil (03-04-2007)

O Rio de Janeiro terá um aquário marinho com 5,4 milhões de litros de água. Decreto que aprovou o projeto do AquaRio foi publicado na segunda-feira (2) no Diário Oficial do Município.

Conforme o projeto, ao todo 12 mil animais marinhos, de mais de 400 espécies, serão expostos em dois tanques principais e 40 aquários menores.

O projeto prevê também a construção de um museu que abrigará exposições de outras entidades, incluindo universidades. Além disso, haverá atividades como cursos e palestras de educação ambiental. Em um aquário virtual, com a ajuda de computadores, as crianças aprenderão como cuidar dos peixes.  

Segundo o biólogo Marcelo Szpilman, que participou da concepção do projeto, a proposta é que o AquaRio seja transformado em um centro de referência em pesquisas marinhas. Para isso, está prevista a contratação de cerca de 100 estudantes da área de biologia marinha e veterinária.  

O biólogo prevê que uma das áreas mais importantes do aquário será a de recuperação de animais marinhos resgatados do mar. "O Rio de Janeiro prescinde de um lugar que possa tratar pingüins, tartarugas e lobos marinhos que eventualmente acabam chegando ao litoral e não têm para onde ir. Hoje ele é levado para um zoológico, que não tem equipamento, equipe ou espaço físico adequados para devolver este animal para à natureza", disse.

As obras do AquaRio, previsto para ser construído na avenida Rodrigues Alves, zona portuária do Rio, devem ter início ainda este ano. A inauguração está prevista para o final de 2008.  

Segundo o secretário municipal de Turismo, Rubem Medina, a construção do aquário integra o projeto de revitalização da região. "O AquaRio vai ficar a poucos metros da Cidade do Samba, da Vila Olímpica da Gamboa e da nova estação de passageiros de turismo, que será construída no Armazém 4 do porto. Na medida em que você cria pólos, desenvolve projetos, atrai outros investimentos e pode fazer com que toda a região se desenvolva e cresça", destacou o secretário.  

De acordo com Rubem Medina, a expectativa é de que 1,4 milhão de pessoas visitem o aquário por ano. Ele informou que a atração vai gerar 180 empregos diretos.  

O AquaRio está orçado em R$ 65 milhões e vai ser construído pela iniciativa privada em parceria com a Prefeitura. (Luiza Bandeira/ Agência Brasil)

26 de mar de 2007

Ocean Sciences 2008

Ocean Sciences 2008

Call for Symposia and Topical Sessions

2008 OCEAN SCIENCES MEETING
From the Watershed to the Global Ocean
March 2-7, 2008 – Orlando, Florida, USA
Sponsored by ASLO, AGU, and TOS. Supported by ERF.

Please submit session proposals on line:
http://www.aslo.org/forms/orlando2008.html

The biennial Ocean Sciences Meeting, a gathering of more than 3000 aquatic scientists, will be held in at the Orange County Convention  
Center in Orlando next March.

The Planning Committee invites proposals for sessions of interest to members of ASLO, AGU, TOS, and ERF. The Ocean Sciences meeting is an important venue for scientific exchange across broad marine-science disciplines, including physical, biological, chemical, and geological oceanography, all branches of limnology, hydrology, and multidisciplinary topics ranging from evolution to climate change. In keeping with the theme of the meeting, we welcome proposals for topical sessions on these subjects and others that reflect new and ongoing research on watersheds, the global ocean, and society, including science education, outreach, and public policy.

Session Proposals are due April 30, 2007. Proposals should identify at least two co-chairs and include an informative session title and a short description of the session (see details below). Session presentations will be oral, poster, or both, to be determined by the Planning  
Committee after abstracts have been received. We strongly encourage proposals for poster-only sessions. Posters sessions will be designed for maximum attendance and will not conflict with oral presentations.

Guidelines for Session Proposal Submissions:
At least two (maximum four) co-chairs that plan to attend the meeting are required. Co-chairs must be members of AGU, TOS, ASLO, or ERF. Session titles should be between 45 to 180 characters. Session descriptions should be limited to 200 words and should be broad enough to include all interested researchers, regardless of affiliation or funding sources.

Schedule
Session proposals must be submitted online by 23:59 U.S. Central Daylight Time, 30 April, 2007. The Call for Abstracts will be issued  
early summer 2007. Abstracts will be due online 1 October 2007, when an abstract fee and registration for the conference will be required. The registration fee will be fully refundable up to 30 days prior to the conference, should cancellation be necessary.

Oral Session Format
Oral sessions will be in groups of eight 15-min talks, or seven talks with one double-length (30-min) talk available at the discretion of the  
co-chairs. Chairs may designate up to two presenters as "Invited" in each session.  Invited presenters are still required to submit an  
abstract and pay abstract and registration fees. Chairs may choose to use the 30-min talk for an overview or tutorial; the presenter of this  
talk may submit a second abstract (at no cost) that may be accepted for oral or poster presentation at the discretion of the session chairs and program planning committee. Otherwise, only one first-author presentation per attendee will be permitted. Sessions will be scheduled  
by the Planning Committee after abstracts have been received.

Poster Session Format
Posters will be approximately 4'x4' and are intended to be displayed for the entire meeting. Groups of posters, organized by topic, will be  
highlighted for two hours at a time when no oral sessions are scheduled. Beverages and substantial snacks will be available during poster sessions.

We also encourage town-hall and other group meetings in rooms at the Convention Center. Substantial space will be available at no charge for evening meetings. Request forms will be available with the Call for Abstracts.

If you have questions about the science program, please contact the  
meeting co-chairs:

Jon Sharp, University of Delaware
jsharp@udel.edu

Chris Sherwood, U.S. Geological Survey
csherwood@usgs.gov

Paul Bissett, Florida Environmental Research Institute
pbissett@feriweb.org

For practical and logistical information about the 2008 Ocean Sciences  
Meeting, please contact:

Helen Schneider Lemay
ASLO Business Manager
ASLO Business Office
5400 Bosque Blvd., Suite 680
Waco, Texas 76710 USA
Voice: 800.929.ASLO or 254.399.9635
Fax: 254.776.3767
E-mail: business@aslo.org

17 de mar de 2007

10th Symposium on Aquatic Microbial Ecology

The 10th Symposium on Aquatic Microbial Ecology will be held from 2nd to 7th September 2007 at Universidade do Algarve, Faro, Portugal. All information including registration and abstract submission online can be accessed at

http://www.ualg.pt/fcma/same10/

Please note that deadline for early registration is April 30th and abstract submission ends June 1st 2007. There are Meeting Attendance Grants from FEMS available for SAME10.

Forms can be downloaded from the SAME10 website (Fees page) or from

http://www.fems-microbiology.org/website/nl/page64.asp

and sent directly to FEMS Central Office until April 1st.

7 de mar de 2007

[Conference] ICCE 2008

31st International Conference on Coastal  Engineering (ICCE 2008)

Hamburg  - 2nd Announcement and  Final Call for Papers
 

Dear  Colleagues,
  
on behalf of the  Local Organising Committee of the 31st  International Conference on Coastal Engineering, it is my pleasure  to announce you the 2nd Bulletin and the Final Call for Papers. The  ICCE 2008 will be held in Hamburg / Germany  from Sunday, 31st August 2008 to Friday, 5th September 2008 at the Hamburg  Congress Centre CCH. The ICCE 2008 will be organised by the German Society  of Port Engineering and the German Coastal Engineering Research Council  under the auspices of the Coastal Engineering Research Council (CERC) of Coasts,  Ocean, Ports and Rivers Institute (COPRI) of the American Society of Civil  Engineers (ASCE).  
  
Papers are invited  on theory, measurement, analysis, modelling and practice for the following  conference topics:
  • Coastal  Processes
  • Coastal, Shore  and Estuarine Structures
  • Ports, Harbours  and Waterways
  • Coastal  Environment
  • Coastal  Risks
  • Coastal  Development
Practical papers  detailing the design, construction and performance of case study coastal  projects are encouraged. 
 
Further details  concerning the conference are available on the conference  website:

http://icce2008.hamburg.baw.de  
  
Prospective  authors are invited to submit papers dealing with the conference subjects or  related topics not later than July 15,  2007. Further instructions concerning the abstract submission  process can be found in the 2nd Bulletin which is available on the  conference website.

Dr.-Ing. Holger Schüttrumpf  
Bundesanstalt für Wasserbau  (BAW)
Federal Waterways  Engineering and Research Institute Wedeler Landstr. 157
22559  Hamburg
Tel.:  (+49)-40-81908-332
Fax.:  (+49)-40-81908-373
E-Mail: schuettrumpf@hamburg.baw.de

21 de fev de 2007

XII EUROPEAN CONGRESS OF ICHTHYOLOGY, Cavtat (Dubrovnik), Croatia, 9-13 September 2007

ECI XII - XII EUROPEAN CONGRESS OF ICHTHYOLOGY
Cavtat (Dubrovnik), Croatia
9-13 September 2007

SYMPOSIUM ON Fish Hybridization and Introgression - Evolutionary and Conservation Approaches

The role of hybridisation in evolution throughout extensive gene flow and the establishment of new evolutionary lineages is now becoming increasingly clear by the new insights of molecular genetics and ecology of hybrids (from both genetically divergent populations and species). Moreover, hybridization also has important implications for management and conservation, once it is well known that human activities such as stock transfer and exploitation, habitat changes and interaction with alien species all act to increase the incidence of hybridization among populations and species and affect the survival of indigenous populations.

In this symposium, we plan to bring together experts from a variety of disciplines including genetics, morphology, behavior and ecology, management and conservation, to review recent knowledge about the impacts of hybridization on fishes. Topics for discussion will include:

  1. detection of hybridization using molecular and morphological tools;
  2. hybrid (tension) zones;
  3. case-studies linking the genetics of hybridization and introgression with the fitness performance of hybrids and      parentals;
  4. role of hybridization in speciation (in both homoploid and polyploid conditions);
  5. evolutionary aspects of sexual versus non-sexual modes of reproduction;
  6. strategies for preserving the genetic integrity of native species;
  7. impact of hybridization on endangered species, management decisions and legislation.
INVITED SPEAKERS: Louis Bernatchez - Université Laval, Québec, Canada; Patrick Berrebi - University of Montpellier II, France; Karel Janko - Institute of Animal Physiology and Genetics, Czech Republic

The organizers plan to compile and edit a book in 2008 with the invited lectures and selected contributions.
SYMPOSIUM ORGANIZERS: M.J. Collares-Pereira, M.M. Coelho & P. Rab
CONTACT: mjpereira@fc.ul.pt

16 de fev de 2007

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE CIDADES LITORÂNEAS: ÊNFASE EM GERENCIAMENTO COSTEIRO INTEGRADO

COORDENADOR DO CURSO:
Prof. Marcus Polette, Dr.  

OBJETIVO GERAL:  
Promover  a  formação  (capacitação) de  especialistas para  atuação interdisciplinar  no  gerenciamento  de  cidades  litorâneas,  enfatizando  as principais políticas públicas incidentes na zona costeira por meio da utilização de  instrumentos  de  natureza  legal,  institucional,  técnica  e  de  natureza  administrativa.  

PÚBLICO-ALVO:  
Profissionais graduados que atuam ou pretendem atuar na área de gestão de cidades litorâneas, com ênfase ao Gerenciamento Costeiro Integrado - GCI,  bem como no envolvimento com o planejamento de cidades litorâneas.  

MATRÍCULAS:
De 05 de fevereiro a 28 de março de 2007.  

INÍCIO DO CURSO:

  • Previsto para abril/07, após fechamento da turma.  
NÚMERO DE VAGAS:  
  • Mínimo: 30 candidatos
  • Máximo: 40 candidatos.  
HORÁRIO DO CURSO:  
  • Aulas  preferencialmente  a  cada  quinze  dias,  nos  seguintes  horários:
    • Sextas-feiras  Vespertino: 13h30min às 17h30min  Noturno: 18h às 22h  
    • Sábados Matutino: 08h às 12h  
LOCAL DO CURSO:  
Universidade do Vale do Itajaí  
Rua Uruguai, 458 - Bairro Centro - Itajaí/SC - CEP 88.302-202  
Fone: 47 - 3341-7534 / 47 - 3341-7562  

LOCAL PARA MATRÍCULAS:
Departamento de Pós-Graduação da UNIVALI - Itajaí/SC - Bloco 5 - sala 105  
Rua Uruguai, 458 - Bairro Centro - Itajaí/SC - CEP 88302-202  
Fone: 47-3341-7534 / 47-3341-7652.    

INVESTIMENTO:
  • R$ 384,00 (matrícula) + 17 parcelas de R$ 384,00 (Ex-alunos da UNIVALI têm 15% de desconto nas mensalidades).  
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO CURSO:
  • Modalidade = 360 h/a = 24 créditos (Mercado de Trabalho).  
DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS:
  • Teoria em Gerenciamento Costeiro Integrado  
  • Teoria do Ecodesenvolvimento  
  • Teoria do Planejamento Regional e Urbano  
  • Planejamento da Paisagem Urbana Litorânea  
  • Administração  Pública  em  Gerenciamento  Costeiro  com  ênfase  ao  Plano  
  • Nacional de Gerenciamento Costeiro  
  • Administração Pública em Gerenciamento Costeiro com ênfase ao Estado de  
  • Santa Catarina  
  • Legislação Ambiental e Urbanística  
  • Cidades Sustentáveis I: Estudos de caso europeu  
  • Cidades Sustentáveis II: Políticas Públicas Municipais
  • Coastal Learn em Gestão Costeira  
  • Cidades Sustentáveis III: Saneamento Ambiental  
  • Cidades Sustentáveis IV: Resíduos Sólidos
  • Gestão de Áreas Protegidas  
  • Planejamento Turístico  
  • Dinâmica e Gestão da Orla e Obras Costeiras  
  • Sistema de Informações Geográficas aplicada às Áreas Urbanas Litorâneas
  • Interfaces do Estudo de Impacto Ambiental e Estabelecimento de Parâmetros
  • para o Impacto de Vizinhança - Estatuto da Cidade  
  • Instrumentos para Aplicação do Estatuto da Cidade em um Município Costeiro
  • Projeto Especial de Pesquisa e Estruturação de Projetos  
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA:  
  • Formulário para Inscrição totalmente preenchido;  
  • Diploma de conclusão de graduação (original ou cópia autenticada);  
  • Histórico Escolar de Graduação (original ou cópia autenticada);  
  • "Curriculum Vitae" resumido (atualizado);  
  • Carteira de Identidade e CPF (cópia);  
  • Duas fotos 3X4 recentes.  
OBSERVAÇÕES:  
  • A UNIVALI reserva o direito de não oferecer o curso, caso não haja o número mínimo de candidatos.  
  • Após  o  término  das  disciplinas  da  Modalidade  Mercado  de  Trabalho,  os alunos  que  desejarem  optar  pela  segunda  modalidade  (Formação  para  o Magistério Superior) terão  que cursar obrigatoriamente 90 h/a de disciplinas  didático-metodológicas  nas  datas  estabelecidas  pelo Departamento  de  Pós- Graduação.  
  • Os  valores  refernetes  ao  pagamento  destas  disciplinas  serão  fixados  de acordo com o número de alunos matriculados nesta modalidade, tendo o aluno que firmar novo contrato.  
  • Após a conclusão de 90 h/a de disciplinas didático-metodológicas, o aluno somente  obterá  o  certificado  de  Formação  para  o  Magistério  Superior,  mediante a elaboração e entrega de monografia.  
  • Este processo deverá ocorrer dentro do prazo de 30 meses consecutivos, contados  a  partir  da  data  da  primeira disciplina  cursada  na  modalidade  Mercado de Trabalho, conforme o Conselho Estadual de Educação - CEE.  

13 de fev de 2007

19th NORTH AMERICAN DIATOM SYMPOSIUM

SEPTEMBER 12-16, 2007

UNIVERSITY OF MICHIGAN BIOLOGICAL STATION

REGISTRATION

Registration is by email, fax or mail.  Download and complete the Registration Form, and send to: lisaumbs@umich.edu .  Register by 1 September to receive the best price and a confirmation prior to the meeting. 
Late registration and check-in are on September 12 from 1:00 PM-6:00 PM and 7:30 PM-8:30 PM in the front room of the Dormitory Building. 
Cancellations prior to Sept. 12: housing and meal costs will be refunded, but the registration fee will not be refunded.

COSTS

Registration
        Students (defined as high school through Ph.D. Candidate-no post-docs): $50
        All others: $75.  THESE ARE PRE-REGISTRATION COSTS.  ADD $20 FOR ON-SITE REGISTRATION.

Student Support
As in years past, there is a modest amount of money available to defray the costs for students.  Preference for support will be for those students making contributions to the scientific program.  To apply, send your name, student status, name and contact information of your advisor, level of need, and proposed contribution to the scientific program to J.P. Kociolek via email (pkociolek@calacademy.org) no later than 1 June, 2007.  Notification of support and amount will be made by 15 July, 2007.

Auction
To further build resources to support student participation in future symposia, there will be an auction of important, notable and/or potentially embarrassing materials, scientific and personal.  These are in the process of being identified and assembled.  Please contact Paula Furey ( pcfurey@bgsu.edu) with auction items (description and/or digital image; discretion not encouraged, except for items relating to the conveners).

REGISTRATION

Please contact: lisaumbs@umich.edu

9 de fev de 2007

1° Workshop Brasileiro sobre Modelagem de Ecossistemas aplicada à Pesca

1° Workshop Brasileiro sobre Modelagem de Ecossistemas aplicada à Pesca

Local: Instituto Oceanográfico da USP Praça do Oceanográfico, 191 (Cidade Universitária) - São Paulo (SP)
Período: 05 a 07 de Março de 2007

Confira a programação

Dia 05/03/2007

  • 08:30h - Abertura – Dra Ana Maria Vanin – Diretora do IO-USP e autoridades convidadas.
  • 09:00h - "Produtividade em Reservatórios: relações com estudos tróficos e predação".
    • Dr. Luiz Carlos Gomes  (UEM-NUPELIA)
  • 09:45h - "Modelagem ecotrófica do ecossistema de plataforma continental da região Sudeste do Brasil".
    • Dra. Maria de los Angeles Gasalla  (IO-USP)
  • 10:30 – 10:45h Intervalo para café
  • 10:45h - "Modelo de massas balanceadas do ecossistema da plataforma continental externa , talude e região oceânica adjacente do Sudeste-Sul do Brasil".
    • Dra. Maria de los Angeles Gasalla, Dr. Gonzalo Velasco, Dra. Carmen Wongtschowski  (IO-USP e UNESP)
  • 11:30h – "A Modelagem de ecossistemas na visão aplicada da Petrobras"
    • Dr. Celso Mauro  (Petrobras)  
  • 12:15 - 13:45h - Intervalo para almoço
  • 13:45h - "Simulações dinâmicas de pesca ajustadas através de séries temporais de desembarque e variações na produção primária".
    • Dr. Julio Neves de Araújo  (UFES)
  • 14:30h – "Estatística Bayesiana aplicada à avaliação e manejo de estoques pesqueiros: uma síntese ".
    • Dr. Paul Kinas  (FURG)
  • 15:15 – 15:30h - Intervalo para café
  • 15:30h - "Análise de decisão: o caso da pescaria do bonito-listrado"
    • Dr. Humber A. Andrade  (UFSC e UNIVALI)
  • 16:15h -  "Aplicações de Modelos lineares generalizados à pesca"
    • Dra. Carolina Minte Vera  (UEM-NUPELIA)
  • 17:00h - "Aplicações do modelo Ecopath with Ecosim, a problemas de administração pesqueira: um estudo de caso para o Nordeste Brasileiro".
    • Dra Kátia Freire  (UESC)
Dia 06/03/2007
  • 09:00h – "Modelo de fluxo de biomassa do manguezal e estuário do Rio Caeté (Norte do Brasil) com considerações sobre a sustentabilidade dos recursos".
    • Dra. Victoria Isaac  (UFPA)
  • 09:45h – "Modelagem ecológica do ecossistema da plataforma interna da região de São Sebastião".
    • Dra. Gecely Rodrigues Alves Rocha (UESC)
  • 10:30 – 10:45h -  Intervalo para café
  • 10:45h - "Modelos não paramétricos e sistemas especialistas na avaliação da influência de fatores ambientais sobre recursos pesqueiros".
    • Dr. Silvio Jablonski  (UERJ)
  • 11:30h - "O desenvolvimento da modelagem ecológica desde Cabo Frio até a baía da Guanabara".
    • Dr. Jean Valentin  (UFRJ)
  • 12:15 – 13:30h - Intervalo para almoço
  • 13:45h - "Visualização de dados ecológicos pesqueiros: uma experiência na costa central do Brasil"
    • Dr. Agnaldo S. Martins  (UFES)
  • 14:30h - " Modelagem de dados espaciais em sistema costeiros: exemplo para a maricultura no Estado de Santa Catarina".
    • Dr. Jarbas Bonetti  (UFSC)
  • 15:15 – 15:30h -  Intervalo para café
  • 15:30h – "Aplicações de modelos baseados no indivíduo (IBM) em ecossistemas aquáticos".
    • Msc. Henrique Giacomini  (UNESP)
  • 16:15h - "Análise da dispersão de larvas de Engraulis anchoita na região sul brasileira, através de modelos oceanográficos".
    • Dr. Edmo Campos  (IO-USP)
  • 17:00h –  "A produção secundária zooplanctônica no contexto da modelagem ecológica: incertezass e desafios"
    • Dr Rubens M. Lopes  (IO-USP)
Dia 07/03/2007 (Só para os palestrantes)
  • 09:00 - 12:00h - Mesa redonda para discussão das questões levantadas nos estudos de caso.
  • 13:30 - 18:00h - Debate e redação de documento com recomendações para a área.
Contato:
Observações:
  • A inscrição e participação neste evento NÃO tem custo para o participante!
  • Cada participante poderá submeter um trabalho inédito na sua área de atuação em modelagem, para ser publicado nos Anais do Workshop.
  • Ver normas da Revista para submissão do trabalho em: http://www.panamjas.org

I Simpósio Brasileiro de Mudanças Ambientais Globais

I Simpósio Brasileiro de Mudanças Ambientais Globais
(See English version below)

11-12 Março 2007

A Academia Brasileira de Ciências, o International Geosphere-Biosphere Programme (IGBP), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e o Escritório Regional do International Council of Science (ICSU) para a América Latina e Caribe estão organizando o Io Simpósio Brasileiro de Mudanças Ambientais Globais, a ser realizado no no Rio de Janeiro, nos dias 11 e 12 de março de 2007, com os seguintes objetivos principais:

  1. Apresentar o estado da arte da ciência que se faz no Brasil sobre mudanças ambientais globais para os setores acadêmico, governamental, empresarial e político;
  2. Contribuir para identificar lacunas de conhecimento sobre mudanças ambientais globais de relevância para o país;
  3. Promover um fórum de discussão com vistas à criação de um Comitê Nacional Brasileiro de Mudanças Ambientais Globais junto à Academia Brasileira de Ciências.
Os tópicos a serem cobertos através de palestras convidadas versarão sobre Mudanças Climáticas e seus Impactos no Brasil, Mudanças Ambientais Globais e Biodiversidade, Ciclos Biogeoquímicos e Clima e Dimensões Humanas das Mudanças Ambientais Globais. Como palestrantes deste Simpósio, foram convidados pesquisadores brasileiros com destacada atuação científica nos vários aspectos das mudanças ambientais globais.

Carlos A. Nobre (INPE)
Carlos A. Joly (UNICAMP)
Daniel Hogan (UNICAMP)
José L. Marengo (INPE)
Luz A.Martinelli (CENA-USP)
Paulo de Góes (ABC)

Comitê Científico do Io Simpósio Brasileiro de Mudanças Ambientais Globais

Informações gerais sobre o Simpósio podem ser encontradas na página da Academia Brasileira de Ciências:
http://www.abc.org.br

Para se inscrever no simpósio favor acessar:
http://www.abc.org.br/eventos/sim/index.htm

-----------------------------------------------------------------------------------

I  Brazilian Symposium on Global Environmental Change

March 11-12, 2007

The Brazilian Academy of Science (ABC), the Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), the International Geosphere-Biosphere
Programme (IGBP), and the Regional Office for Latin America and Caribbean and the International Council of Scientific Unions (ICSU) are
organizing the Ist Brazilian Symposium on Global Environmental Change. The Symposium will be held at the Rio Othon Hotel in Rio de Janeiro, Brazil, March 11 and 12th, 2007, and has the following main objectives:
  1. Present the State of the Art of environmental science in Brazil to academic, governmental, corporate and non-governmental sectors;
  2. Identify relevant knowledge gaps related to the threat global environment change at the national level;
  3. Promote a forum to discuss the launch of a Brazilian National Committee on Global Environmental Change within the Brazilian Academy of Sciences.
Topics included in the invited contributions are: Climate Change Impacts in Brazil, Global Environment Change and Biodiversity, Biogeochemical Cycles; and Climate and the Human Dimensions of Global Environmental Change. The topics will be discussed by experts who have made important contributions to the effort of understanding global environment change and its impacts in Brazil.

Carlos A. Nobre (INPE)
Carlos A. Joly (UNICAMP)
Daniel Hogan (UNICAMP)
José L. Marengo (INPE)
Luiz A.Martinelli (CENA-USP)
Paulo de Góes (ABC)

Scientific Committee, Ist Brazilian Symposium on Global Environmental Change

General information about the symposium can be found at The Brazilian Academy of Science (ABC) site:
http://www.abc.org.br

Enrollment information can be found at:
http://www.abc.org.br/eventos/sim/index.htm