31 de out de 2008

XIII COLACMAR - Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar


El Comité Oceanográfico Nacional (CON) de Cuba y la Asociación Latinoamericana de Ciencias del Mar (ALICMAR), han decido organizar, de manera conjunta, el VIII Congreso de Ciencias del Mar y el XIII Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar, denominado ColacMarCuba'2009. Estos importantes eventos se realizarán del 26 al 30 de Octubre de 2009, en el Palacio de las Convenciones de La Habana.

ColacMarCuba'2009 convoca a científicos y demás profesionales vinculados a las ciencias, servicios y tecnologías costeras y marinas, educadores, sociólogos, economistas, hombres de negocios y gestores de políticas, entre otros.

El Comité Organizador de ColacMarCuba'2009 está cursando invitaciones a diversas personalidades, organizaciones gubernamentales y no gubernamentales, y otros organismos nacionales e internacionales que darán mayor relevancia y lucidez al evento.

30 de out de 2008

3rd GLOBEC Open Science Meeting - registration and abstract submission open



Registration and abstract submission are now open for the 3rd GLOBEC Open Science Meeting to be held in Victoria, BC, Canada, 22-26 June 2009.

This conference will culminate the integration and synthesis activities of the international GLOBEC programme by providing a new mechanistic understanding of the functioning of the marine ecosystems, in order to develop predictive capabilities and propose a framework for the management of marine ecosystems in the era of global change.

Please see the GLOBEC website for further details, http://www.globec.org

The meeting will comprise workshops, plenary and poster sessions. Up to 12 parallel workshops will be held on the first two days, with the remainder of the meeting held in plenary. The plenary sessions will include open sessions on Ecosystem structure, function and forcing; Ecosystem observation, modelling and prediction and Ecosystem approach to management and invited talks on GLOBEC achievements and Marine ecosystem science: into the future. A programme and further details of the workshops are available from the symposium website.

The deadline for abstract submission is 15 January 2009 and reduced early registration fees are available until 30 March 2009. Please note that we have to limit participation to 400 people and therefore it may be necessary to close registration when our maximum numbers are reached.

Limited financial support is available for scientists from developing countries and for early career scientists worldwide, applications should be submitted to the GLOBEC IPO by 15 January 2009. Further details of the application requirements are available from the financial support section of the meeting website, please note that priority will be given to applicants requesting partial rather than full funding.

Please contact the GLOBEC IPO, globec@pml.ac.uk, with any queries, we look forward to seeing you in Victoria next year.

16 de out de 2008

Petition: Continuity of satellite ocean observations

Source: http://ioc-unesco.org/satellite-continuity
 

 http://ioc-unesco.org/satellite-continuity


Text of petition

jump to signature page »

A serious threat is affecting the continuity of ocean observation in the coming decade, at a time when marine activities are developing and climate change is accelerating, with such impacts as sea level rise, ice melting in polar regions, enhanced tropical hurricanes and increased coastal pollution. Ocean observation from space has now proved a very powerful means to detect and monitor climate change, to support marine safety and maritime activities, to monitor fisheries and fish stocks, to forecast coastal hazards and extreme events and help prevent major impacts, and in broad terms, to contribute to protecting lives and property at sea and in the densely-populated coastal regions of the world.

Based on the success of integrated ocean observation systems, which combine satellite data, sub-surface ocean measurements and numerical models, a number of operational services are now mature and ready to develop, provided that data continuity is guaranteed. This has been the rationale for the European programme Kopernikus (formerly known as GMES), highlighted in a recent European Forum in Lille, France, on 15-16 September, 2008. However it appears that two major elements of the European contribution to the necessary space-based observing system are in jeopardy.

Decisions (or non-decisions) are just about to be taken in Europe which may severely impact ocean observation capabilities in the next decades. As you may be aware, there will be a European Ministerial Council of the European Space Agency (ESA) on 25-26 November, 2008, in The Hague, where decisions regarding the second segment of the GMES Space Component programme (mainly based on the development of a series of satellite missions called "Sentinels") will be adopted. Lack of funding and European national interests could lead to dropping the second flight model of the ocean satellite (Sentinel 3-B). Nearly simultaneously a Jason-3 programme proposal – currently under consideration within Eumetsat with partners – is at risk of being rejected, as the European funding scheme has not yet been agreed on. Additionally the US part of Jason-3 is not yet firm either, and hesitations in Europe are threatening the decision process on the other side of the Atlantic, where Earth observation programmes have been severely cut in the past few years.

In both Sentinel and Jason cases, a senseless decision-making process, only based on geographical return and related industrial schemes instead of a rational analysis of measurement goals, and the overall lack of funding, have significant potential to destroy the continuity of fundamental data records of essential ocean and climate variables.

Jason and Sentinel missions are absolutely critical to the continuing development of societal benefits from ocean information. They provide information essential for matters as diverse as knowing the rate of global sea level rise (and whether it is increasing), to short term forecasts in support of oil rig operational decisions, pollution response, search and rescue from marine accidents, and improving monthly and seasonal weather forecasts. Decision-makers, often pressed by short-term budget concerns, are urged to recognize the long term consequences for their nations if these missions are not continued.

We, the signatories, request that adequate decisions are taken and appropriate funding is made available to guarantee the necessary continuity of ocean observation by satellite, which implies a quick decision for both Sentinel 3-B and Jason-3 at the forthcoming Council meetings. It is important to realise that the cost of these missions is but a small fraction of the savings permitted by the marine services now made possible for the benefit of society but which would collapse immediately, should the data source vanish.

Add your signature »

The petition along with the collected signatures will be forwarded on 1 November 2008 to the governing bodies of ESA, EUMETSAT, the European Commission, NOAA, NASA, CNES and other space agencies.

7 de out de 2008

X Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas

X ENCONTRO NACIONAL DE COMITÊS DE BACIAS HIDROGRÁFICAShttp://www.ecbhs.com.br

O Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, como apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, convidam voce para participar do "X Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas" com o tema "O Fortalecimento da Gestão Participativa das Águas - 10 Anos de Articulação dos Comitês de Bacias do Brasil", que acontecerá na cidaded do Rio de Janeiro de 10 a 14 de novembro.

Para maiores informações acesse:
http://www.ecbhs.com.br

                        

5 de out de 2008

UFMA agora terá Curso de Oceanografia

[Notícia recebida por e-mail]

Os egressos de ciências aquáticas terão a opção de continuar com o diploma de bacharel em Ciências Aquáticas ou mudar para Oceanografia.

A Universidade Federal do Maranhão terá o curso de Oceanografia. A proposta foi discutida e aprovada em fórum com professores, estudantes e representantes da Pró-reitoria de Ensino, que aconteceu nos dias 18 e 19 de setembro.

A mudança do nome do curso de Ciências Aquáticas para Oceanografia se dá ao fato dos profissionais formados terem dificuldades em se inserir no mercado de trabalho por não existir uma nomenclatura adequada para o formado na área, como também a inexistência nos editais de concursos públicos apesar do curso ter o legítimo reconhecimento pelo MEC.

A coordenadora do curso de Ciências Aquáticas, professora Maria do Socorro Saraiva Pinheiro, esclareceu que desde a Lei Federal 9.394 de Diretrizes Básicas de 20/12/1996, as instituições de nível superior do Brasil, de acordo com suas necessidades, podem abrir, fechar e mudar nomes de cursos. Com base nessa Lei, no ano 2000 de uma resolução do Consur/UFMA, foi criado o curso de Ciências Aquáticas.

A Coordenadora disse ainda que foram feitas diligências ao Conselho Regional de Engenharia e ao CREA, quando saiu a sugestão para a mudança do nome. A proposta de alteração do nome foi sugerida ainda pelo Ministério da Educação em diligência a UFMA em 2006. Segundo os avaliadores, o perfil curricular do curso é para Oceanografia. Os egressos de Ciências Aquáticas terão a opção de continuar com o diploma de bacharel ou mudar para Oceanografia, para isso eles terão que Convalidar os seus diplomas, esclareceu.

O Chefe do Departamento do Curso de Ciências Aquáticas, professor Marcos Valério, informou que para a mudança acontecer com êxito é necessário contar com o apoio da administração superior da UFMA, sobre tudo para suprir a carência de professores e melhorar a infra-estrutura de laboratórios e sala de aulas.

Outrossim, a mudança do curso se deu pela regulamentação da profissão de Oceanografia assinada pelo Presidente da República, Lei n° 11.760 de 31 de julho de 2008.

Atualmente, no Brasil existem menos de 60 profissões regulamentadas. O que existe é uma tábua de conversão que faz ajustes nas profissões que ainda não tem regulamentação, baseadas na Organização Internacional do Trabalho(O.I.T).

Lugar: ASCOM UFMA
Fonte: Cadu Pinheiro
Notícia alterada em: 30/09/2008 14h57

28 de set de 2008

Novo atlas de indicadores de sustentabilidade para os municípios costeiros do Rio de Janeiro


Por Oceanógrafa Raquel Dezidério Souto

No dia 14 de setembro de 2008, o Instituto Virtual para o Desenvolvimento Sustentável (IVIDES.org) lançou o produto de uma pesquisa inédita com 41 indicadores de sustentabilidade para os 34 municípios costeiros do Rio de Janeiro. A obra, denominada como Atlas de Indicadores de Sustentabilidade para os municípios Costeiros do Estado do Rio de Janeiro, distribuída através da licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 2.5 Brasil, está sendo amplamente divulgada por visitantes e já recebe apoio de diversos cidadãos, não somente do RJ, como também de outros estados costeiros do Brasil.

Com o aumento da noção de urgência no tratamento de temas ambientais observado nos últimos anos, a obra constitui-se em importante relato e contribui para o aperfeiçoamento das políticas públicas voltadas à sustentabilidade da sociedade brasileira. A metodologia já está sendo reproduzida por alunos de universidades de São Paulo e de Santa Catarina, o que demonstra sua aplicabilidade a utilidade em qualquer estado costeiro. Os pesquisadores buscam com a disseminação ampla do trabalho, criar uma comunidade de pesquisadores e estudantes que se interessem efetivamente pelo tema.

Os índices calculados em questão, referem-se ao impacto negativo de atividades desenvolvidas pelo Homem ao longo de sua ocupação na zona costeira do estado do Rio de Janeiro. A metodologia utilizada nessa avaliação é inovadora e produz resultados que correspondem à ralidade. Os dados utilizados foram obtidos de seis fontes governamentais (IBGE, IPEA, FCIDE, DATASUS/MS, INEPAC e INEP/MEC) e uma ONG de reconhecimento nacional (SOSMA) e subsidiaram o cálculo dos índices e a geração dos mapas digitais. Todo o projeto foi desenvolvido em Software Livre (PHP, MySQL, Apache2).

Para dezembro ainda desse ano, está programado o lançamento do portal IVIDES.org, que funcionará como um endereço virtual voltado à troca livre de informações e experiências para o alcance da sociedade sustentável. Para entrar em contato: ivides@ivides.org. Para apoiar essa iniciativa: apoio@ivides.org

21 de set de 2008

Ações adotadas pela diretoria da AOCEANO Nacional pós-regulamentação

[recebido por e-mail - fonte: Associação Brasileira de Oceanografia - http://www.aoceano.org.br]

Após a sanção da Lei N° 11.760/2008, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo, algumas ações passaram a ser adotadas pela Diretoria Nacional da AOCEANO com vistas a se ter um encaminhamento mais claro no que se refere efetiva regulamentação da citada Lei, especialmente objetivando colocá-la a serviço dos oceanógrafos.

Portanto, a convite da Presidenta do Conselho Federal de Biologia – CFBio, se participou de reunião em agosto passado, em Brasília, com os conselheiros daquela autarquia federal, que demonstraram, a primeira vista, claras intenções de terem o profissional oceanógrafo vinculado aquele Conselho.

Da mesma forma, está se tentando agendar encontros oficiais com os presidentes de outros Conselhos de Classe, como o Conselho Federal de Medicina Veterinária - CFMV, o Conselho Federal de Química - CFQ, e também, com o Presidente do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CONFEA. Tais encontros objetivam buscar maiores elementos sobre a possibilidade do oceanógrafo ser vinculado a um destes conselhos, assim como, também, saber se existe o real interesse sobre tal possibilidade.

Nesse período, também se realizou contatos com o Ministério do Trabalho e Emprego - MTE, a fim de se detectar a secretaria específica daquele Ministério que pudesse melhor orientar a AOCEANO nos trâmites referentes aos desdobramentos decorrentes da sanção da Lei N° 11.760/2008.

Portanto, no dia 18 de setembro de 2008, a AOCEANO participou de duas importantes reuniões com o propósito de se dar os devidos encaminhamentos à regulamentação da Lei N° 11.760/2008, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo. Uma delas foi realizada com o Superintendente de Integração do Sistema do CONFEA, senhor Alceu Molina, e a outra, foi realizada com o Secretário de Políticas Públicas de Emprego – SPPE do Ministério do Trabalho e Emprego, senhor Ezequiel Sousa do Nascimento.

2 de set de 2008

Mensagem aos Oceanógrafos

(Mensagem recebida por e-mail)

Balneário Camboriú (SC), 01 de setembro de 2008.

Prezados Colegas Oceanógrafos,

É inegável que a Oceanografia brasileira obteve uma grande vitória neste ano de 2008. A regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo, através da sanção da Lei Nº 11.760, de 31 de julho de 2008, pelo nosso Presidente Lula, certamente, é uma conquista que deverá, sem dúvida, ser lembrada eternamente, ao menos, para os oceanógrafos de mais idade, certamente este fato estará marcado até o final de suas vidas. A sanção em Lei do Projeto de Lei N° 274/1991 foi uma conquista da constante dedicação e articulação de muitos, diretamente envolvidos com a matéria, e que certamente farão parte da história da Oceanografia brasileira. Foram centenas, talvez milhares ou dezenas de milhares, de ações, movimentos, articulações políticas, contatos, preocupações, que se iniciaram desde a redação do primeiro projeto de lei sob o envolvimento direto da AOCEANO, isso em 1988, que resultou no então Projeto de Lei N° 1266/88. Todas estas ações foram, certamente, fundamentais para a sanção da lei que hoje regulamenta a nossa atividade profissional.

17 de ago de 2008

III Simpósio de Monitoramento Biológico em Ambientes Aquáticos Continentais: Inscrições abertas (Vagas Limitadas)


O III Simpósio em Ecologia: Monitoramento Biológico de Ecossistemas Aquáticos Continentais: da teoria à prática ocorrerá no Campus da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, de 10 a 12 de Novembro.

O Simpósio sobre o tema Monitoramento Biológico de Ecossistemas Aquáticos Continentais reunirá pesquisadores de renome nacional e internacional, constituindo um fórum de debate científico com palestras, mesas redondas e pôsteres onde serão discutidos aspectos sobre diferentes metodologias para aplicação do biomonitoramento, padronização de técnicas, tratamento estatísticos, participação comunitária, ecologia e biologia de organismos bioindicadores, papel do biomonitoramento na gestão de bacias hidrográficas e o potencial uso desses procedimentos pelos Comitês de Bacias hidrográficas. Já está aberta a submissão de resumos para apresentação na forma de pôster. O envio de resumos para avaliação da comissão científica deve ser realizado até 25 de Setembro de 2008, pelo email biomonitoramento@ufrj.br.

Durante o simpósio também será lançado um número especial do periódico Oecologia Brasiliensis intitulado "Monitoramento Biológico de Ecossistemas Aquáticos Continentais".

Demais informações sobre as regras de submissão de resumos, a lista completa de palestrantes e outras informações relevantes já se encontram disponíveis no site: www.ppgecologia.biologia.ufrj.br/biomonitoramento

14 de ago de 2008

Discurso da Deputada Ângela Amim sobre a Regulamentação da Profissão de Oceanógrafo

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,
O Presidente LULA acaba de sancionar o Projeto de Lei que dispõe sobre
o exercício da profissão de Oceanógrafo, cujo texto foi convertido na
Lei 11.760, de 31/07/2008.
A Oceanografia, incluída na área das Ciências Exatas e da Terra,
dedica-se ao estudo dos oceanos e zonas costeiras, tanto em seus
aspectos bióticos como abióticos, como também aos processos que
ocorrem nesses ambientes. É uma ciência multi e interdisciplinar, que
requer conhecimento geral e integrado de biologia, física, geologia,
matemática e química. Assim, os cursos de Oceanografia proporcionam
aos seus alunos uma formação técnica e científica direcionada ao
conhecimento, à interpretação e à previsão dos fenômenos que ocorrem
nos oceanos e ambientes transicionais, sob os aspectos físicos,
químicos, geológicos e biológicos, visando à utilização racional de
todos os seus domínios.
Entre as áreas de atuação da ciência oceanográfica podem ser citadas:
a modelagem da circulação de massas de águas, da interação entre
oceanos e atmosfera e de previsões climáticas; a investigação sobre
novos recursos alimentares; o diagnóstico, controle e mitigação da
poluição; a conservação, recuperação e manejo de ambientes naturais e
seus recursos; a adequação de obras e atividades humanas ao ambiente
marinho; o desenvolvimento de tecnologias e estratégias para a
melhoria das atividades de cultivo; a extração e o beneficiamento do
pescado; o estudo dos organismos vivos que habitam os oceanos e os
ambientes de transição (manguezais e estuários); a investigação e
extração de recursos minerais
A Oceanografia vem sendo reconhecida por agências nacionais e
internacionais como uma ciência emergente, de fundamental importância
na compreensão e integração do conhecimento sobre os ecossistemas
marinhos e costeiros. Conforme estabelecido na Convenção das Nações
Unidas sobre o Direito do Mar (1982), ratificada por quase cem países,
inclusive o Brasil, todos os bens econômicos existentes no seio da
massa líquida, sobre o leito do mar e no subsolo marinho, ao longo de
uma faixa litorânea de 200 milhas marítimas de largura, na chamada
Zona Econômica Exclusiva (ZEE), constituem propriedade exclusiva do
país ribeirinho. Dessa forma, os países costeiros, entre os quais se
inclui o Brasil, têm ampliado os esforços para conhecer, explorar e
proteger os recursos vivos e não-vivos presentes em seus mares
territoriais.

3 de ago de 2008

Agora Sim ! Presidente Lula sanciona lei que regulamenta o exercício da profissão de Oceanógrafo

Nota da AOCEANO sobre a regulamentação [para maiores informações acesse o website: http://www.aoceano.org.br]

Agora Sim ! Presidente Lula sanciona lei que regulamenta o exercício da profissão de Oceanógrafo

Sanção presidencial ao Projeto de Lei 247/91 encerra uma luta de 30 anos dos oceanógrafos e da Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO)

Agora é oficial! O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou, no dia 31 de julho, a Lei N° 11760/2008, que regulamenta o exercício da profissão de oceanógrafo no Brasil. A decisão do Presidente Lula levou em conta os pareceres favoráveis à regulamentação dos Ministérios do Trabalho, da Justiça e da Casa Civil, além de manifestações de apoio do Ministério da Educação, do Ministério da Pesca e Aqüicultura, IBAMA, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e de diversas outras instituições e órgãos públicos, encerrando uma luta dos profissionais oceanógrafos e da Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO) que já durava quase 30 anos.

Aprovado pela Câmara dos Deputados em 29 de maio de 2008, depois de 15 anos naquela casa, o projeto teve uma tramitação rápida no Senado Federal, culminando com a aprovação em plenário no último dia 09 de julho. A Diretoria Nacional da Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO) esteve sempre atenta e acompanhou de perto os trâmites e encaminhamentos relativos ao projeto, especialmente nos últimos anos, quando diversos entraves tiveram de ser superados. Segundo o presidente da AOCEANO, oceanógrafo Fernando Luiz Diehl, a regulamentação da profissão é um marco para os profissionais de todo o Brasil.

Diehl observa que "a Oceanografia tem se tornado uma ciência de fundamental importância para o desenvolvimento das mais diversas atividades econômicas ligadas aos ambientes marinho e costeiro, mas faltava uma legislação que desse respaldo legal aos profissionais que atuam na área".

1 de ago de 2008

REGULAMENTAÇÃO

Aprovada a regulamentação da profissão de oceanógrafo

LEI No- 11.760, DE 31 DE JULHO DE 2008

Dispõe sobre o exercício da profissão de Oceanógrafo.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1° É livre o exercício da profissão de Oceanógrafo aos portadores de diploma:

I - devidamente registrado de bacharel em curso de Oceanografia, expedido por instituição brasileira de ensino superior oficialmente reconhecida;

II - expedido por instituição estrangeira de ensino superior, revalidado na forma da lei, cujos cursos foram considerados equivalentes aos mencionados no inciso I do caput deste artigo.

Parágrafo único. É livre também o exercício da profissão de Oceanógrafo aos portadores de diploma de bacharel, devidamente registrado, em curso de Oceanologia expedido pela Fundação Universidade do Rio Grande.

Art. 2° É igualmente assegurado o livre exercício da profissão de Oceanógrafo aos que, embora não habilitados na forma do art. 1o desta Lei, sejam possuidores de diplomas registrados em curso superior de graduação em outras áreas de conhecimento ligadas às geociências, ciências exatas, naturais ou do mar, inclusive os diplomadospela Escola Naval, com aperfeiçoamento em hidrografia e que tenham exercido ou estejam exercendo atividades oceanográficas por um período de 5 (cinco) anos, em entidade pública ou privada, devidamente comprovadas perante o órgão competente do Ministério do Trabalho e Emprego.

Parágrafo único. Nas condições estabelecidas no caput deste artigo, o registro deve ser requerido no prazo máximo de 5 (cinco) anos, a contar da data de vigência desta Lei.

Art. 3° Os Oceanógrafos, sem prejuízo do exercício das mesmas atividades por outros profissionais, igualmente habilitados na forma da legislação vigente, poderão:

I - formular, elaborar, executar, fiscalizar e dirigir estudos, planejamento, projetos e/ou pesquisas científicas básicas e aplicadas, interdisciplinares ou não, que visem ao conhecimento e à utilização racional do meio marinho, em todos os seus domínios, realizando, direta ou indiretamente:

a) levantamento, processamento e interpretação das condições físicas, químicas, biológicas e geológicas do meio marinho, suas interações, bem como a previsão do comportamento desses parâmetros e dos fenômenos a eles relacionados;

b) desenvolvimento e aplicação de métodos, processos e técnicas de exploração, explotação, beneficiamento e controle dos recursos marinhos;

c) desenvolvimento e aplicação de métodos, processos e técnicas de preservação, monitoramento e gerenciamento do meio marinho;

d) desenvolvimento e aplicação de métodos, processos e técnicas oceanográficas relacionadas às obras, instalações, estruturas e quaisquer empreendimentos na área marinha;

II - orientar, dirigir, assessorar e prestar consultoria a empresas, fundações, sociedades e associações de classe, entidades autárquicas, privadas ou do poder público;

III - realizar perícias, emitir e assinar pareceres e laudos técnicos;

IV - dirigir órgãos, serviços, seções, grupos ou setores de oceanografia em entidades autárquicas, privadas ou do poder público.

Parágrafo único. Compete igualmente aos Oceanógrafos, ainda que não privativo ou exclusivo, o exercício de atividades ligadas à limnologia, aqüicultura, processamento e inspeção dos recursos naturais de águas interiores.

Art. 4° Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 31 de julho de 2008; 187º da Independência e 120º da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Carlos Lupi
Fernando Haddad
Altemir Gregolin

Leia este artigo no site juslaboral para entender por que a regulamentação é importante para os oceanógrafos.

Leia o texto original publicado no Diário Oficial

1 de jul de 2008

IV Simpósio Brasileiro de Oceanografia


O Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo realizará o IV Simpósio Brasileiro de Oceanografia (www.sbo2008.com.br) entre os dias 8 e 12 de dezembro de 2008 em sua sede em São Paulo. Nos últimos anos o SBO tem se configurado em um importante fórum para discussões relacionadas à  Oceanografia no Brasil. O tema central do próximo evento são as "Mudanças ambientais: cenários e adaptações" considerando suas diferentes escalas temporais e espaciais. Outros temas gerais da Oceanografia também serão considerados tanto nas palestras quanto nas apresentações dos trabalhos científicos e mini-cursos.

Resumos

Resumos simples com uma página poderão ser submetidos para apresentação oral ou pôster através de um sistema automatizado que estará disponível em breve na página do evento na internet. A data limite para submissão de resumos será 15 de agosto de 2008. Uma seleção dos melhores trabalhos será feita para publicação em um volume especial do Brazilian Journal of Oceanography.

Maiores informações e detalhes na página do evento www.sbo2008.com.br

12 de jun de 2008

International Symposium on Littorinid Biology and Evolution, Oia, Spain; Sep2-7, 2008


International Symposium on Littorinid Biology and Evolution (http://webs.uvigo.es/isolbe/) will be held in the Talaso Hotel at Oia (NW Spain) during 2-7th September 2008. This meeting will deal with any topic related to biology and evolution of littorinid snails, and related marine gastropods. Two expert researchers will open the daily sessions as invited speakers (Dr. B.R. Silliman and Dr. J.A. Coyne), and both oral and written contributions will be welcome. The meeting has been traditionally multi disciplinary and very
friendly, and it is a good opportunity for students and young scientists to share their work. There will be also three concurrent workshops aiming to train young scientists in
different methods related to littorinid research:

I.    Morphometric and taxonomic techniques (P. Conde-Padín & E. Rolán-Alvarez).
II.    Evolutionary software for analysis of mating behavior (A. Carvajal-Rodríguez and E. Rolán-Alvarez).
III.  Sequence data analysis (D. Posada and H. Quesada).

The deadline for inscription and abstract submission is the 15th of July. All needed information is in the WEB page (see above).

11 de jun de 2008

11th International Paleolimnology Symposium



The organizing committee of the 11th International Paleolimnology Symposium is now calling for the proposal of special sessions. The deadline for submitting a special session proposal will be the 1st of October 2008. The number of special sessions will be limited by the availability of space during the meeting; therefore we suggest sending your proposal as early as possible. For submission, please send an e-mail to maga@geofisica.unam.mx with a brief description (one paragraph or so) of the theme of the session you intend to organize, including name(s) and contact details of the convener(s). If two or more special sessions are proposed on very similar subjects you might be asked to combine the sessions.

We are also pleased to announce that the symposium´s web page is now active at:
http://www.geofisica.unam.mx/paleolimnologia/

The Organizing Committee:

Margarita Caballero,   Instituto de Geofísica, UNAM
Beatriz Ortega,           Instituto de Geofísica, UNAM
Socorro Lozano,        Instituto de Geología, UNAM
Pedro Zarate,             Universidad de Guadalajara,
José Rosas,                Universidad de Guadalajara,
Susana Sosa,              Instituto de Geología, UNAM
Alejandro Rodríguez,  FES Iztacala, UNAM

Please feel free to distribute this announcement to anyone you might think would be interested.

9 de jun de 2008

13th COLACMAR - Cuba - Outubto 2009

 
El Comité Oceanográfico Nacional (CON) de Cuba y la Asociación Latinoamericana de Ciencias del Mar (ALICMAR), han decido organizar, de manera conjunta, el VIII Congreso de Ciencias del Mar y el XIII Congreso Latinoamericano de Ciencias del Mar, denominado ColacMarCuba'2009. Estos importantes eventos se realizarán del 26 al 30 de Octubre de 2009, en el Palacio de las Convenciones de La Habana.

ColacMarCuba'2009 convoca a científicos y demás profesionales vinculados a las ciencias, servicios y tecnologías costeras y marinas, educadores, sociólogos, economistas, hombres de negocios y gestores de políticas, entre otros.

El Comité Organizador de ColacMarCuba'2009 está cursando invitaciones a diversas personalidades, organizaciones gubernamentales y no gubernamentales, y otros organismos nacionales e internacionales que darán mayor relevancia y lucidez al evento.

5 de jun de 2008

Limnologia - Novo livro de José Galizia Tundisi & Takako Matsumura Tundisi


Autores: José Galizia Tundisi & Takako Matsumura Tundisi

Editora: Oficina de Textos
ISBN: 9788586238666
Idioma: Português
Encadernação: Capa dura
632 p. - 21x28cm - 1ª edição, 2008

Veja algumas páginas do livro gratuitamente clicando aqui

"Este livro vem preencher uma grande lacuna de livros-texto e livros de difusão sobre a ciência Limnologia em língua portuguesa. Representa também um marco na Limnologia tropical, por inserir resultados das pesquisas realizadas nos neotrópicos, tão pouco contempladas em obras similares, escritas e publicadas por autores de outros continentes.

A obra sintetiza o conhecimento científico acumulado sobre a história da Limnologia; a água como substrato; a origem dos lagos; a biota aquática e seus principais mecanismos de interações com fatores físicos e químicos; a diversidade e a distribuição geográfica. Os autores analisam e detalham os mecanismos de funcionamento dos principais sistemas aquáticos continentais, sua dinâmica, variabilidade e caracterização: lagos, represas, áreas alagadas, lagos salinos, estuários e lagoas costeiras.

Apresentam-se importantes exemplos das interações das áreas de pesquisa e aplicações em Limnologia, Ecologia e Ciências Ambientais em diferentes contextos continentais e regionais resultantes de processos geomorfológicos, usos das bacias hidrográficas pelo homem e usos múltiplos dos recursos hídricos. Abordam-se também os impactos das atividades humanas sobre os recursos hídricos e a conseqüente necessidade de recuperação das bacias hidrográficas, dos ecossistemas continentais e dos estuários. Abordagens, metodologias de estudo e propostas para novos estudos e pesquisas são apresentadas no capítulo final."

29 de mai de 2008

Câmara dos Deputados aprova regulamentação da profissão de Oceanógrafo

O Congresso Nacional acaba de aprovar emenda ao Projeto de Lei 3491/93, que regulamenta a profissão de oceanógrafo no Brasil. O documento seguirá para análise do Senado e posterior sanção presidencial.

O presidente da Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO), Fernando Luiz Diehl, com sede em Balneário Camboriú, Santa Catarina, está disponível para entrevistas. Seguem os contatos logo abaixo do texto.

Luciana Zonta

Assessoria de Imprensa da AOCEANO
(47) 8415-5407

27 de mai de 2008

II Foro Iberoamericano de los recursos marinos y la acuicultura - Cumaná (Venezuela)

El Foro Iberoamericano de los Recursos Marinos y la Acuicultura (FIRMA) se crea para analizar el estado de los recursos vivos marinos, grado de explotación, sostenibilidad, conocimiento y perspectivas de su aprovechamiento en los diferentes países Iberoamericanos, en función de coadyuvar a promover de forma ordenada y eficiente la explotación pesquera y la producción por acuicultura. Este Foro nace de la mano y a la imagen del Foro de los Recursos Marinos y la Acuicultura de las Rías Galegas, que celebró su X edición en su sede habitual en la Isla de A Toxa (Galicia, España) y en la cual la Universidad de Oriente participó activamente.

INSCRIPCIONES
Las inscripciones deben realizarse vía Internet a través de:
http://www.usc.es/foroacui/
o bien por el correo electrónico
firmavenezuela@yahoo.es.

El pago de la cuota de inscripción se podrá hacer vía transferencia bancaria en bolivares fuertes, o bien en euros o en efectivo al momento de la inscripción en el evento (mayor información en la web o por correo electrónico).
La cuota ordinaria para las inscripciones realizadas antes del 15 de septiembre de 2008 será de 120 BsF o 40 Euros; posterior a ese día será de 180 BsF o 60 euros.
Los estudiantes tendrán una cuota de 60 BsF o 20 euros y de 75 BsF o 25 euros (según fecha de inscripción).
La cuota incluye el derecho de asistencia, documentación e invitaciones a las actividades relacionadas con el Foro.
Se definirá un cupo máximo de estudiantes.

INFORMACIÓN
Mayor información puede ser solicitada a:
Dr. César Lodeiros Seijo
Instituto Oceanográfico de Venezuela Núcleo de Sucre, Universidad de Oriente
Cumaná 6101-Edo. Sucre, Venezuela
Tel.: 0293 4002165 ; 0414 0895370 ; 0414 7796525

26 de mai de 2008

2nd International Conference on Aquatic Resources (ICAR, 2008), Montazah International Hotel, Alexandria, Egypt (24th - 27th November, 2008)

Sheraton - Montazah International Hotel, Alexandria, Egypt,
http://www.nodc-egypt.org

The goal of the Conference is to get deeper insight into problems and opportunities related to the aquatic resources throught Integrated Coastal Management and Sustainable Development, on the basis of presentation of the present status that would identify the gaps in the current observing and forecasting capacity and plan the next steps towards efficient marine resources management. The scope of the conference would be achieved through a series of specific scientific sessions of oral and poster presentations side by side of workshops on selected topics (to be identified). Invited speakers are welcome.

Key elements to the success of marine research studies, offshore operations and other economic activities related to the sea, are the speed and the ease with which users can identify, locate, get quick access to and use data and data products. Following the success of the previous (May 2005 and Sep., 2006) Conference, the meeting will bring together scientists, oceanographers, policy makers, representatives of private companies and NGO's concerned with marine affairs technology. Representatives from the users' community are invited to present their views and their needs for operational marine services.

This conference will take place in Sheraton - Montazah International Hotel, Alexandria, Egypt, from 24th - 27st November, 2008, in some of the most attractive places of Alexandria City. The information about conference can be seen in "http://www.nodc-egypt.org" at "conference and workshop" to this letter. The conference is non-profit. We hope that the results of this conference will support the scientific interaction in the field of AQUATIC RESOURCES.

If you plan to submit an abstract and paper, please let us know immediately for planning purposes and fill and send the registration filled form attached to the address:
Please Fill the registration form and send it either by post or by
electronic mail to NIOF Secretariat, Anfoushy, Kayet Bek, Alexandria,
Egypt,
E-mail: niof@hotmail.com or
ahmedmoustafaelnemr@yahoo.com
Tel: +20-3-4801499 Fax: +20-3-4801174

Associate Prof. Ahmed El Nemr
Organizing Committee Member
E-mail: ahmedmoustafaelnemr@yahoo.com

18 de mai de 2008

Regulamentação da profissão de oceanógrafo será votada terça (20) pela Câmara dos Deputados

[Assessoria de Imprensa da AOCEANO]

Projeto de Lei 3491/93 está na pauta do Plenário. Se aprovado, o documento concretiza uma busca que já dura 29 anos por parte da AOCEANO e profissionais oceanógrafos de todo o País

O Projeto de Lei 3491/93, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de oceanógrafo, está prestes a ser votado pela Câmara dos Deputados, em Brasília. O Colégio de Líderes daquela Casa Legislativa aprovou o tema para a pauta de discussão da próxima terça-feira, 20 de maio, em resposta ao requerimento apresentado pelo líder do PDT na Câmara, deputado Vieira da Cunha, e pelo líder do PP, Mario Negromonte. Se aprovado, sem emendas, o documento seguirá para análise final do Senado Federal.

Se aprovado e com a posterior sanção presidencial, o documento concretiza uma busca que já dura 29 anos por parte dos profissionais oceanógrafos e da Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO). Segundo o presidente nacional da AOCEANO, Fernando Luiz Diehl, a primeira tentativa de regulamentar a profissão data de 1979, quando a Fundação Universidade Federal do Rio Grande (FURG) encaminhou projeto de lei ao Congresso Nacional, que acabou arquivado. De lá para cá, diversos encaminhamentos e estratégias políticas foram feitos pela AOCEANO à Câmara dos Deputados, Senado Federal e Executivo Federal.

Recentemente, a intervenção do ministro da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (SEAP), Altemir Gregolin, junto ao presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, com pedido de votação do projeto de lei deu o impulso que faltava à regulamentação da profissão de oceanógrafo no Brasil. A resposta de Chinaglia ao documento assinado por Gregolin explicitou que a inclusão da PL na pauta de votação da Câmara dependia apenas de um acordo entre as lideranças partidárias.

As manifestações políticas sobre o assunto tiveram seqüência ao longo do mês de fevereiro e março, com o pedido da deputada Ângela Amin (PP-SC) pelo retorno do projeto de lei ao plenário. A iniciativa foi endossada pelo líder do PP na Câmara, Mário Negromonte (PP-BA), que reforçou a solicitação a Chinaglia, e copiada pela deputada Sueli Vidigal. Um ofício encaminhado pela Diretoria Nacional da AOCEANO ao ministro da Pesca não só agradeceu o apoio político junto à presidência da Câmara, como solicitou a intercedência para colocação do PL na pauta de votação ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e posterior sanção do documento.

A análise e votação do projeto de lei que regulamenta a profissão de oceanógrafo ocorre no mesmo dia da abertura do Congresso Brasileiro de Oceanografia (CBO 2008) em Fortaleza, Ceará.

13 de mai de 2008

5th Brazilian Crustaceans Congress, Gramado, Rio Grande do Sul State, Brazil, from 10th to 13th December 2008

On behalf of the Sociedade Brasileira de Carcinologia it is a great pleasure for me to invite you to participate in our V Congresso Brasileiro sobre Crustáceos (5th Brazilian Crustaceans Congress), which will be held in Gramado (Hotel Serra Azul), Rio Grande do Sul State, Brazil, from 10th to 13th December 2008.

The scientific program at the Congress will cover all of the major disciplines of Carcinology, including Morphology, Physiology, Ecology, Biology, Systematics, Taxonomy and Farming and Growing Crustaceans. In addition we are highlighting special themes that will run through each day anchored by a Plenary Lecture by a world expert in that field, and featuring a Symposium and Workshop on that theme. In addition, we welcome your current work as a submitted paper or poster. Sessions of submitted papers - will run daily during the Congress.

Gramado is undoubtedly one of the most beautiful cities in the South Brazilian highland. The warm hospitality of the people, excellent food and wine and vibrant cultural life attract thousands of visitors every year. Its pleasing climate also makes Gramado one of the most popular meeting venues in Brazil.

I hope that the combination between the rich and challenging scientific atmosphere of the Sociedade Brasileira de Carcinologia, and the never ending attraction of the city and the nearby landscape of Gramado will convince everyone to attend this Congress. The Organizing Committee and I are certain that you will find the meeting both enriching and enjoyable, and look forward to seeing you in Gramado in November 2008.

More details at http://www.vcbc.com.br

With kindest regards,

Ludwig Buckup, President Organizing Committee

27 de abr de 2008

Associação Brasileira de Biologia Marinha (ABBM)

A Associação Brasileira de Biologia Marinha (ABBM) é uma associação científica sem fins lucrativos, fundada em 17/04/2007 em Florianópolis – SC e registrada em 12/09/2007 em Niterói – RJ, onde a entidade tem sua sede e foro.


Sua missão fundamental é contribuir para o desenvolvimento científico da Biologia Marinha. Para consecução de sua missão, a ABBM apresenta objetivos explicitamente indicados em seu estatuto, os quais, em síntese, consistem em:
  • promover o avanço e desenvolvimento científico e tecnológico da Biologia Marinha e ciências correlatas no Brasil e no exterior, disseminando informações científicas e técnicas sobre a especialidade;
  • promover, apoiar e organizar eventos científicos sobre Biologia Marinha;
  • estimular o ensino e promover a difusão de conhecimentos sobre Biologia Marinha;
  • apoiar atividades de pesquisa e desenvolvimento conduzidas por pesquisadores ligados a órgãos públicos e privados nacionais;
  • estimular o intercâmbio profissional e acadêmico entre as organizações de ensino e pesquisa, públicas ou privadas, nacionais e internacionais na área de Biologia Marinha;
  • propor e executar ações para organizar e aperfeiçoar o desenvolvimento da Biologia Marinha no Brasil.
As ações da Associação Brasileira de Biologia Marinha buscam promover o desenvolvimento da Biologia Marinha em diversas frentes. Entende-se que o crescimento da Biologia Marinha seguramente contribuirá para o desenvolvimento das Ciências do Mar no Brasil. Desta forma, a ABBM sempre buscará oferecer suas contribuições para o crescimento científico brasileiro, em harmonia com outras entidades congêneres.

15 de abr de 2008

World Ocean Conference 2009 - WOC'09



World Ocean Conference is a conference of head of the states that have coastal and marine territories, scientists, NGO's, journalists, private sector, and stakeholders to achieve international commitments in sustainable development of marine resources and the prosperity of humankind

WOC is held because of the international agreements and conventions are important and have adequately accepted. However, there is a lack of political willingness to grieve forward and further implement such as agreements. WOC' 09 will provide a platform where world leaders and decision makers will come together to make commitment for sustainable development of marine resources.

Given the fact that Indonesia the largest archipelago country and possesses the highest marine bio diversity in the world, the conference will strengthen Indonesia's participation in the regional and international forum.

Gradual degradation of marine and fisheries resources has been related to over fishing, pollution, less prosperity of coastal and marine communities and climate change. Global effort to stop this trend is urgently required.

World Ocean Conference Topics:  "Oceans and Climate Change"

World Ocean Conference Theme:  "Climate Change Impacts To Oceans and  The Role of Oceans To Climate Change"

13 de mar de 2008

BioMed Central's smart push to publish "dark data"

March 13th, 2008 by Donna Wentworth from Science Commons (dwentworth@creativecommons.org)

BioMed Central — a champion among open access publishers — has just announced the launch of BMC Research Notes, a new journal that aims to complete the scientific record by publishing so-called dark data. That includes information about failed experiments, "disappointing" follow-up results and findings that traditional publishers deem scientifically sound but not headline-worthy.

Why would we want to publish these kinds of materials? As the announcement explains:


Small studies and confirmatory studies produce a valuable body of work - most science progresses by small advances rather than headline breakthroughs. Replication of results is essential and these studies are included in meta-analyses and systematic reviews. If the results of a study confirm what is already known or a new method or software tool offers an alternative approach rather than a major advance then we want authors to state this rather than being tempted to make exaggerated claims. Negative results may seem disappointing, but support for the null hypothesis is important and publishing such studies is essential to avoid publication bias.

This is a very smart move, and a brilliant demonstration of why we need to make the leap beyond the traditional publishing model: it isn't serving the progress of science. We can't move forward if we continue to use a model that systematically forces scientists to double back, re-explore blind alleys and repeat one another's work.

Bravo to BioMed for continuing to make the case for publishing that makes sense for science.

(If you'd like to read more about BioMed Central publications, here's our post on BMC Proceedings, where we first took note of BMC Research Notes.)

26 de fev de 2008

The Encyclopedia of Life has gone live!

According to the official portal of the EOL:

(...) This is the very beginning of our exciting journey to document all species of life on Earth.

Comprehensive, collaborative, ever-growing, and personalized, the Encyclopedia of Life is an ecosystem of websites that makes all key information about all life on Earth accessible to anyone, anywhere in the world. Our goals are to:
  • Create a constantly evolving encyclopedia that lives on the Internet, with contributions from scientists and amateurs alike.
  • Transform the science of biology, and inspire a new generation of scientists, by aggregating virtually all known data about every living species.
  • Engage a wide audience of schoolchildren, educators, citizen scientists, academics and those who are just curious about Earth's species.
  • Increase our collective understanding of life on Earth, and safeguard the richest possible spectrum of biodiversity.
A good article about the project's launch can be viewed at http://www.reuters.com/article/environmentNews/idUSL2566738920080225.

25 de fev de 2008

10th International Estuarine Biogeochemistry Symposium- “Estuaries in a changing world”, May 18-22, 2008, Xiamen, China.

The "10th International Estuarine Biogeochemistry Symposium" which will be held at the State Key Laboratory of Marine Environmental Science, Xiamen University, Xiamen, China, on May 18-22, 2008.

The deadline of abstract submission is February 28, 2008.

Latest news will be available on the website.



Seventh International Chrysophyte Symposium 2008

The International Chrysophyte Symposium will be held in New London, CT, USA during the week of June 23rd, 2008.

The deadline for registration is April 15th and Abstracts are due by  May 1st.

21 de fev de 2008

32nd Annual Larval Fish Conference, 4-7 August 2008, Kiel, Germany


6 April 2008: Abstract submission deadline

This conference will include sessions on: larval ecology linked to physical processes; aquaculture and stock enhancement of early life stages, early life history strategies of fish and cephalopods, larval fish and cephalopod taxonomy, developmental molecular biology and physiology; and databases and tools on early life stages.


http://www.larvalfishcon.org/


http://images.websnapr.com/?url=www.larvalfishcon.org&size=m

Linking herring, 26-29 August 2008, Galway, Ireland


1 April 2008: Early registration deadline

The conference focuses on linking the biology, ecology and status of herring populations in the context of changing environments.



http://images.websnapr.com/?url=www.linkingherring.com&size=m

Coping with Global Change in marine social-ecological systems, 8-11 July 2008, Rome, Italy

1 April 2008: Early registration deadline

The central goals of the symposium are to build relationships across natural and social science disciplines in regards to marine ecosystem changes, and to identify key next steps and common elements and approaches that promote resilience of marine social-ecological systems in the face of global changes.


http://www.peopleandfish.org/


8th Larval Biology Symposium, 6-11 July 2008, Lisbon, Portugal

30 March 2008: Registration and abstract submission deadline

The symposium will consist of five topic sessions including: larval behaviour, dispersal and mortality; molecular and geochemical markers for assessing larval dispersal; larval feeding strategies; eggs embryogenesis and early larval life; and, ontogenetic strategies in extreme aquatic environments

Please note the conference has a new website: http://larval2008.fc.ul.pt/

Eastern boundary upwelling ecosystems: integrative and comparative approaches, 2-6 June 2008, Las Palmas, Gran Canaria, Spain

15 March 2008: Early registration deadline

The symposium will consider most aspects of the dynamics, structure and functioning of the four major eastern boundary upwelling ecosystems linked to the Benguela, California, Canary (African Canary and Iberian Peninsula) and Humboldt Current systems.


http://images.websnapr.com/?url=www.upwelling-symposium.org&size=mUpwelling Symposium

http://www.upwelling-symposium.org/

20 de fev de 2008

Movimento Amazônia Para Sempre

http://www.amazoniaparasempre.com.br/



O Movimento Amazônia Para Sempre não autoriza ninguém a comercializar nenhum tipo de material promocional em nome do Manifesto ou coletar qualquer tipo de doação. Somos um Movimento cívico, sem fins lucrativos e sem associações politico-partidárias.
Se você também deseja uma 'Amazônia para Sempre', subscreva nosso manifesto. Ao obter o número de assinaturas necessário, ele será encaminhado ao Presidente da República para que sejam tomadas as providências necessárias para resolver este que é um sério problema brasileiro e mundial: A devastação da Amazônia. Sua participação é muito importante!


CARTA ABERTA DE ARTISTAS BRASILEIROS SOBRE A DEVASTAÇÃO DA AMAZÔNIA
Acabamos de comemorar o menor desmatamento da Floresta Amazônica dos últimos três anos: 17 mil quilômetros quadrados. É quase a metade da Holanda. Da área total já desmatamos 16%, o equivalente a duas vezes a Alemanha e três Estados de São Paulo. Não há motivo para comemorações. A Amazônia não é o pulmão do mundo, mas presta serviços ambientais importantíssimos ao Brasil e ao Planeta. Essa vastidão verde que se estende por mais de cinco milhões de quilômetros quadrados é um lençol térmico engendrado pela natureza para que os raios solares não atinjam o solo, propiciando a vida da mais exuberante floresta da terra e auxiliando na regulação da temperatura do Planeta.
Depois de tombada na sua pujança, estuprada por madeireiros sem escrúpulos, ateiam fogo às suas vestes de esmeralda abrindo passagem aos forasteiros que a humilham ao semear capim e soja nas cinzas de castanheiras centenárias. Apesar do extraordinário esforço de implantarmos unidades de conservação como alternativas de desenvolvimento sustentável, a devastação continua. Mesmo depois do sangue de Chico Mendes ter selado o pacto de harmonia homem/natureza, entre seringueiros e indígenas, mesmo depois da aliança dos povos da floresta “pelo direito de manter nossas florestas em pé, porque delas dependemos para viver”, mesmo depois de inúmeras sagas cheias de heroísmo, morte e paixão pela Amazônia, a devastação continua.
Como no passado, enxergamos a Floresta como um obstáculo ao progresso, como área a ser vencida e conquistada. Um imenso estoque de terras a se tornarem pastos pouco produtivos, campos de soja e espécies vegetais para combustíveis alternativos ou então uma fonte inesgotável de madeira, peixe, ouro, minerais e energia elétrica. Continuamos um povo irresponsável. O desmatamento e o incêndio são o símbolo da nossa incapacidade de compreender a delicadeza e a instabilidade do ecossistema amazônico e como tratá-lo.
Um país que tem 165.000 km2 de área desflorestada, abandonada ou semi-abandonada, pode dobrar a sua produção de grãos sem a necessidade de derrubar uma única árvore. É urgente que nos tornemos responsáveis pelo gerenciamento do que resta dos nossos valiosos recursos naturais.
Portanto, a nosso ver, como único procedimento cabível para desacelerar os efeitos quase irreversíveis da devastação, segundo o que determina o § 4º, do Artigo 225 da Constituição Federal, onde se lê:
"A Floresta Amazônica é patrimônio nacional, e sua utilização far-se-á, na forma da lei, dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente, inclusive quanto ao uso dos recursos naturais"
Assim, deve-se implementar em níveis Federal, Estadual e Municipal A INTERRUPÇÃO IMEDIATA DO DESMATAMENTO DA FLORESTA AMAZÔNICA. JÁ!
É hora de enxergarmos nossas árvores como monumentos de nossa cultura e história.
SOMOS UM POVO DA FLORESTA!

17 de fev de 2008

Bottled Water: Who Needs It?

In the UK last year we spent nearly £2 billion buying bottled water, yet a billion people around the world don't have access to safe drinking water.
[Read More]

Panorama: Bottled Water - Who Needs It, BBC One 8.30pm Monday 18 February 2008.

15 de fev de 2008

RESILIENCE CONFERENCE 2008



The international science and policy conference "Resilience 2008 - Resilience, Adaptation and Transformation in Turbulent Times" is held in Stockholm, Sweden, April 14-17 2008.

The aim is to bring together scientists working with the complex dynamics of interconnected social-ecological systems and to present, discuss, and if possible, summarise the current understanding of resilience, adaptability and pathways of transformation in such systems.

Among the guest speakers you will find B. Holling, E. Ostrom, S. Carpenter as keynote speakers but also B. Walker, C. Folke, K. Brown, T. Hughes, M. Scheffer and F. Westley as other key speakers.

For more information, please see the official website www.resilience2008.org or have a look at the program http://resilience2008.org/resilience/programme/.

SHALLOW LAKES CONFERENCE - “Structure and function of world shallow lakes" - Uruguay (23rd-28th November 2008)

We are pleased to announce the opening of the abstracts submission for the 6th Shallow Lake conference, to be held in Punta del Este-Uruguay (23rd-28th November 2008).

You may now visit the website www.shallowlakes2008.org and register (just need to provide a username and password), to have access to more information and be able to submit your abstracts. The deadline is 31st March, and the decisions on their acceptance will be announced in May. Please follow the instructions given about format and sizes.

The final registration fee will be displayed in the website by 1st March the latest.

For more information visit the Conference website:
http://www.shallowlakes2008.org/

13 de fev de 2008

Clam, 405, is oldest animal ever

A British scientific team discovered the 405-year-old clam, named after the Chinese dynasty and not the former Liberal Democrat leader, at the bottom of the ocean, and hope its longevity will reveal the secrets of ageing. (Read More)

The oldest creature everhttp://www.telegraph.co.uk/news/main.jhtml?xml=/news/2007/10/28/nclam128.xml
The oldest creature ever

12 de fev de 2008

International Congress SeaSink 2008, Oporto, Portugal



Oceans, representing about 70% of the earth surface, are considered as deposits for a large number of anthropogenic residues. Receiving input from human activities through land drainage, atmospheric deposition, rivers,  and direct dumping, oceans act as sinks for several classes of compounds. Among these, several substances may be mobilized at any time, and may also be incorporated into the biota, hundreds of kilometres away from the original source. This scenario is progressively more likely to occur, and may endanger not only marine ecosystems but also human health, since oceans are also valuable sources of nutrients for human consumption. In any case, the ocean sinking capacity is an important service to mankind. A good example of this is the "ocean biological pump" and its usefulness in preventing a faster than observed accumulation of carbon dioxide in the atmosphere. One of the most important scientific challenges is in preventing that carrying capacity of marine ecosystems to human induced stresses is exceeded.

IMPORTANT DATES AND DEADLINES
  • 15 March 2008: submission of abstracts for communications.
  • 30 March 2008: notification to authors, if a given abstract was accepted for oral communication or for poster presentation, or not illegible.
  • 30 April 2008: registration deadline; after this date a percentage of 20% - 50% on registration fees will be charged.
All questions may be sent to the institutional address of the congress:
seasink2008@ufp.pt.

7 de fev de 2008

31st International Conference on Coastal Engineering (ICCE) / Hamburg

The ICCE 2008 will be held in Hamburg / Germany from Sunday, 31st August 2008 to Friday, 5th September 2008 at the Hamburg Congress Centre CCH. The ICCE 2008 will be organised by the German Society of Port Engineering and the German Coastal Engineering Research Council under the auspices of the Coastal Engineering Research Council (CERC) of Coasts, Ocean, Ports and Rivers Institute (COPRI) of the American Society of Civil Engineers (ASCE).

Papers will be presented on theory, measurement, analysis, modelling and practice for the following conference topics:

  • Coastal Processes
  • Coastal, Shore and Estuarine Structures
  • Ports, Harbours and Waterways
  • Coastal Environment
  • Coastal Risks
  • Coastal Development

Practical papers detailing the design, construction and performance of case study coastal projects will also be presented.

Further details concerning the conference are available on the conference website:

http://icce2008.hamburg.baw.de

Registration is now online:

http://icce2008.hamburg.baw.de/registration.html
or
http://www.i-plan.de/reg/hhicce08/